sábado, janeiro 14, 2006

Dois em um

Imagem cedida por Ana Silva Pereira
Já que estamos numa de basquetebol e de homenagens aqui vai dois em um. Um post de uma das minhas equipas de mini-basquete (As Panteras- 1969/1970) e uma homenagem à minha Monitora(assim chamavam à pessoa que nos orientava nos jogos). A Kaloira (Ana Silva Pereira, nº 12). Jogadora de basquetebol da Associação Académica de Moçambique (AAM) o meu clube do coração.
A Kaloira, a 1ª na fila de cima a contar da direita,(eu sou a que tem a bola, claro) excelente executante e uma pessoa extraordinária. As recordações que tenho são de paciência, palavra sempre amiga, humildade, ternura e carinho. Muito do que sou e do que transmito aos meus alunos aprendi com ela e com o nosso treinador daquela altura. Sei como é importante a formação desportiva e sei o que marca na nossa vida esses momentos.
Graças a ela tenho só boas recordações, bons momentos, saudades saudáveis, pois sei que o tempo não volta para trás, e tento fazer o mesmo com os meus alunos.
Não a vejo há mais de 30 anos mas como o mundo é pequeno descobri-a à dois anos e fiz-lhe uma surpresa, telefonei-lhe. Agora com estas novas tecnologias trocamos mails .


A Kaloira é aque está a lançar

<"De sua justiça">

6 Comments:

At 8:49 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Oh Tété,deixaste-me sem palavras!És muito generosa,não mereço tanto.Mas está linda a tua recordação daqueles tempos inesquecíveis,e pela homenagem o meu muito obrigada.
Um grande beijinho
kaloira

 
At 9:30 da tarde, Blogger dakidali said...

Kaloira
Aprendi(quando o meu Pai morreu) que devemos dizer sempre aquilo que nos vai na alma, para que nada fique por dizer, seja bom ou mau. E tu mereces, e isto já me andava entalado há muito tempo, como o reencontro está difícil, assim, olha já está.
Beijinhos doces
Tété

 
At 9:58 da tarde, Anonymous IO said...

Ana, assim que passe a loukura do Carnaval da Nazaré (não tenho paciência...), vens buscar-me a Ccvs e vamos as duas brincar com a Tareca e a Ni. O que é que achas? - beijo às duas, uma que guardou esta equipa da AAM como a melhor que viu jogar.

 
At 10:21 da tarde, Anonymous Carlos Indico said...

Segredo: a minha irmã, julgo que era conhecida por Magaça (Maria da Graça), deu aulas no minibasquete, foi jogadora do Desorportivo(?), curou a asma com o desporto, foi treinada pelo.....morava no Malhangalene, foi trazida para casa quase a morrer pelo Azevedo....novidades antigas, dão-me?

 
At 11:06 da tarde, Blogger dakidali said...

Carlos
Claro que conheço a Magaça, jogou na Académica. Que é feito dela? Se lhe falares na Tété Ribeiro dos Santos lembrar-se-à de certeza.
Beijinhos

 
At 2:23 da tarde, Anonymous Carlos Indico said...

Vim aqui da chuinga, onde comentei.Tinha-me esquecido deste comentário. A Magaça lembra-se perfeitamente de ti.Disse-o há minutos no chuinga. O teu pai operou o nosso.Um treinador não se chamava Azevedo?

 

Enviar um comentário

<< Home