segunda-feira, janeiro 16, 2006

Ídolos

Toda a gente que se preze e viva com intensidade os seus dias aqui na Terra tem durante toda a sua vida alguém que a marca, pelas mais variadas razões, eu não sou excepção.
Eu tive várias pessoas e algumas já referi aqui no blogue. Hoje vou falar de outra pessoa que me marcou. Quando somos jovens temos quase todos uma referência na vida, conforme a vivemos.
Quase todos os atletas, os seus ídolos são também atletas. A maior felicidade que se pode ter é conhecê-lo, estar com ele.
Quando por vezes jovens talentos do futebol singram na vida profissional e vão jogar com algumas das suas referências , ídolos, sentem um nervoso e orgulho que não tem explicação. Eu sei, pois já senti na pele essa sensação.
Quando vim para Portugal e ingressei no CIF, ainda era Junior. Como até dava uns toques, comecei a jogar em Juniores e em Seniores. Ora nessa altura, ainda adolescente, havia uma jogadora que por acaso também jogava no CIF que eu admirava. A Marina Novikoff. Quem esteve ligado ao basquete conhece perfeitamente. Pois eu tive o privilégio de jogar com ela. A Marina jogava em todas as posições se fosse preciso, dáva-nos força e incentiváva-nos quando o jogo estava a correr mal. Era uma atleta completa. Também veio de Moçambique, e agora vive em Macau. Para mim era um incentivo para ser cada vez melhor, para não faltar aos treinos, pois não a queria desiludir.
Jogámos juntas durante muitos anos e não precisávamos de falar dentro do campo, conhecíamo-nos tão bem que só com uma troca de olhares sabíamos o que uma ou outra ía fazer.
Tornámo-nos amigas. Ajudou-me a crescer como pessoa. Ainda hoje apesar dos Kms que nos separam, comunicamos regularmente, claro através da net.
O desporto tem destas coisas, une as pessoas para a vida toda, senão vejam o site do Mundoslam, onde antigos jogadores de vários clubes de Moçambique se encontram independentemente da côr da camisola, onde trocamos recordações, onde encontramos amigos que já não víamos há 30 ou mais anos.

Foto de 1979

<"De sua justiça">

6 Comments:

At 11:50 da manhã, Blogger Mitsou said...

Tété, continuo a gostar muito :)

Desculpa a ausência mas infelizmente vai ser assim até meados de Fevereiro...
Vou passando pois imagino a quantidade de histórias interessantes que terás para contar-nos. E as recordações são tão saborosas!

Beijinho grande, amiga,e uma óptima semana :)*

 
At 4:49 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O desporto (sobretudo o colectivo)é uma escola para a vida,sem dúvida que ajuda muito as pessoas a crescerem e a formarem-se.
Um beijinho para a Marina quando contactares com ela,e outro para ti
kaloira

 
At 5:34 da tarde, Blogger papoilasaltitante said...

Teresa... tão novinha!!! Que giro entendo perfeitamente a tua paixão pelo desporto.
Jinhos Marisa

 
At 5:55 da tarde, Anonymous IO said...

Grande verdade, Teté!!, adorei ler-te!, beijo, IO.

 
At 10:35 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Os ídolos são assim, marcam-nos para a vida e estarão sempre presentes.
Bjs Lena

 
At 3:51 da tarde, Anonymous noronha said...

meu nome e Noronha, gostava de contactar a Marina so para dizer uma "ola"
joao@creativedistribution.co.uk

 

Enviar um comentário

<< Home