sexta-feira, janeiro 20, 2006

Especial eleições

Nunca gostei de política. Nunca fui nem sou filiada em nenhum partido. Sempre admirei os políticos, acho que gerir uma casa é difícil, quanto mais um País.
Votar é mais que um direito, é um dever. Numa altura em que as regalias e direitos adquiridos, com esforço e luta de alguns, (Imagem daqui) nos andam a ser retirados, acho que no domingo temos o dever de ir votar, seja em quem fôr ou no que fôr.
A sensação que tenho é que tudo está montado e arranjado para Cavaco Silva ganhar.
Faz-me lembrar as eleições na minha escola, quando temos que eleger os Coordenadores ou Delegados de disciplina, há sempre uns que "cozinham" as votações. O que é certo é que as coisas são tão bem feitas, que na maioria das vezes, até resulta e atingem os seus objectivos.
Sinto que nós (Portugueses), além de não termos sabido aproveitar os dinheiros vindos da UE, ainda não aprendemos a viver em Democracia, a impressão que tenho é que vivemos numa "Democracia Anárquica". Sei que não existe, mas nós para inventarmos somos peritos.
Cada um faz o que quer e diz o que lhe dá na "real gana", independentemente de ser verdade, ou de prejudicar alguém, e fica impune.
Atravessamos uma grave crise mas no meu ponto de vista é uma crise dos valores mais democráticos que aprendi.
RESPEITO e LIBERDADE.
Tenho esperança, pois é sempre a última a morrer que este domingo seja de sol e ALEGRE.
Não acredito em sondagens!
A minha intenção de voto aqui expressa deve-se ao facto de não entender muito bem que ainda haja indecisos nesta altura. Pode ser que convença alguém.

Bom fim de semana.





Imagem daqui

<"De sua justiça">

4 Comments:

At 8:38 da tarde, Blogger papoilasaltitante said...

Pois é Tété..... que não sejam apenas Trovas do Vento que Passa. 2ª volta já!!
Bom fim de semana para ti!
Beijos Marisa

 
At 9:13 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Se todos estivermos lá no Domingo, a 2ª volta é quase certa e depois logo se vê o que o "vento que passa" nos traz.
Bjs Lena

 
At 10:29 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Meu Deus ! Continuamos a ser um País de poetas ... até era giro termos um Presidente assim, era como se fosse uma espécie de monarquia uma "poetaria" cheia de Conselheiros sempre de olhos nas nuvens e no vento que passam , já pensaram ? Pois é, as coisas são como são e temos de ter os pés em solo firme.Já chega!
Maria Mar

 
At 9:51 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Concordo com o que dizes excepto na minha intenção de voto,que é Mário Soares.Mas se o poeta fôr à segunda volta acredita que ficarei tão feliz como tu.Como diz a chuinga,o que é preciso é tirar de lá o homem do poço...
um grande beijinho
kaloira

 

Enviar um comentário

<< Home