terça-feira, fevereiro 14, 2006

GraFiTTi

Grafite (termo latino graphiti, em italiano graffiti, plural de graffito) significa "marca ou inscrição feita num muro", e é o nome dada às inscrições feitas em paredes desde o Império Romano.
Actualmente, o grafite é uma expressão artística que ocorre no mundo todo e é entendido por uma forma de pixação normalmente bastante colorida carregada de técnica e geralmente com alguma mensagem. No hip-hop é utilizado como instrumento de arte, comunicação e protesto.
Graffiti: um crime de arte? Arte ou crime?
Quando nos final dos anos sessenta e princípio de setenta alguns miúdos começaram a rabiscar as paredes das casas de banho ou o interior das carruagens do metropolitano nova-iorquino, com os seus próprios nomes ou o nome dos 'gangs' ao qual pertenciam, mal podiam saber que estavam a criar uma nova disciplina no mundo da arte. Apesar do graffiti - do grego "graphein" e do latim "graffito" (desenho ou rabisco numa superfície) - ter já referências na Roma antiga, o termo contemporâneo designa a inscrição de mensagens clandestinas, sobretudo nas paredes e no mobiliário urbano, que podem ir de simples monogramas de uma cor até composições mais elaboradas e de diferentes matizes.
Susan Phillips, investigadora da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA)1 , define o graffiti como uma transmissão de mensagens de carácter "secreto" ou "oculto" - dirigidas a uma comunidade já familiarizada com os seus códigos e símbolos estéticos próprios - e considera-o uma forma de arte pelo facto de possuir cargas simbólicas e formas estéticas baseadas num código de grupo que ultrapassam temporalmente a existência do próprio grupo ou dos indivíduos a ele ligados. Nesse sentido também, o graffiti não deve ser entendido isoladamente mas sim como parte integrante de uma cultura de rua mais vasta que inclui música - 'hip-hop' e 'rap' - e dança - 'breakdance'.
...Não se sabe exactamente quando o graffiti contemporâneo se tornou uma arte no sentido estrito do termo. Talvez a partir do momento em que transpôs as ruas e passou a poder ser apreciado nas galerias de arte ou em colecções particulares, mas o facto é que teve origem e se desenvolveu nas zonas degradadas da cidade de Nova York...
...A partir dessa altura o movimento não parou e deu origem a formas aperfeiçoadas de 'tags', que foram evoluindo para formatos maiores, trabalhados em várias cores, até se chegar às autênticas telas ('pieces' - termo abreviado que deriva da palavra "masterpiece", ou obra de arte) de rua que se podem apreciar em várias cidades do mundo. Algumas delas podem ser vistas em sites como www.artcrimes.com, onde se percebe porque razão o grafitti, como argumenta Susan Phillips, pode ser entendido como uma forma de arte.
Para mim é arte.
Podem ler o artigo todo aqui.
Vai daí fui até ao muro mais próximo e experimenteie e não precisei de fugir da polícia.

Então agora vou desvendar o segredo deste meu "Grafitti", e das outras últimas fotos.
Diverti-me à grande e ficou tudo convencido que eu era uma grande artista. Obrigado pela vossa boa vontade. Divirtam-se também. Encontrei isto num dos meus passeios por alguns blogs.

<"De sua justiça">

9 Comments:

At 9:46 da manhã, Blogger papoilasaltitante said...

loool, sim para mim é arte... mas penso que os grafitters devm ter cuidado com as paredes que usam para pintar, custa-me ver monumentos históricos vandalizados.
Mas há sim senhor uma arte no verdadeiro graffiter.E há Murais de uma riqueza e de um criatividade incriveis: Arte hurbana sim senhor mas sem vandalização.
Agora que tu tinhas dado em graffiter hehehehehe???? LOOOOOOOOOOL Grande Novidade

 
At 12:52 da tarde, Blogger planaltobie said...

Vá, diz-nos lá qual é o programinha, senão telefonamos ao teu filho. Foi ele, de certeza, que o trouxe. Não?! ...Eu não o vou utilizar no meu blog, mas reconheço que é muito giro!

PCosta

 
At 1:50 da tarde, Blogger Henrique Santos said...

Olá,
Grafitti's um crime? Não, acho que é arte. Há grafitti's maus e feios? E desenhos maus e feios?
Não é arte, sim senhor!
Ricky

 
At 3:37 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Também eu acho que é arte e que como em todas as obras de arte há quem goste e que não goste, boas e más. O problema é quando há aqueles que, não sendo grafitters, fazem apenas uns riscos nas paredes, como se pode ver em muitos muros dos nossos povoados.
Quanto a tí está uma verdadeira artista, parabéns.
Bjs Lena

 
At 3:37 da tarde, Blogger Mocho Falante said...

olá Tété

até acredito que alguns grafittis são verdadeiras obras de arte, mas confesso que a maioria só me entristece, principalmente quando vandalizam monumentos. Aliás tenho um grafitti no prédio ao lado de meu que é uma tristeza

 
At 8:48 da tarde, Blogger PiresF said...

Também eu concordo, que no mundo dos Grafitters, existem os bons, os maus e os que não são absolutamente mais que suja paredes.
Não conhecia o teu blog e hoje dei-lhe uma espreitadela demorada. Vejo que é feito com cuidado e honestidade.
Voltarei.

 
At 9:20 da tarde, Anonymous IO said...

Vá-se lá a saber porquê, estou cada dia mais fã das fotos deste blog lol, esta miúda é incrível!! - beijo tão divertido quanto maravilhado, IO. E antes o grafiti que a natureza morta...

 
At 10:47 da manhã, Anonymous Ni said...

Ganda Grafitti TT! Beijos.

 
At 5:30 da manhã, Anonymous Sir Seek said...

More grafitti toys on www.customsigngenerator.com ;)

 

Enviar um comentário

<< Home