terça-feira, março 28, 2006

1º Amor...

Não sei se este documento é verdadeiro ou não, mas chegou-me por e-mail já há uns dias e não resisto, agora que chegou a Primavera de partilhá-lo convosco.
Não sabendo se é verdadeiro ou não é bem possível que alguém se tenha lembrado de dar as boas vindas à Primavera desta forma.
Dedico este post aos 1ºs amores de toda a gente, pois como dizem: "Não há amor como o primeiro".

Música de Carlos Paião - Cinderela

Powered by Castpost

Do Conselho Executivo de uma escola no MARCO DE CANAVEZES

Com a Primavera surge uma temperatura amena, uma luminosidade intensa, despertam as plantas, folhas e florzinhas, os insectos, as formigas, as abelhinhas, toda a natureza se alegra. Neste contexto natural, nos jovens e adolescentes despertam também amizades, amores e paixões que os levam a comportamentos teatrais, hollyoodescos, alguns de pura alegria da juventude mas outros, por excessivos ultrapassam os limites de decoro.
Por tudo isto aconselho todos os alunos atingidos pelo Cupido, sofrendo de paixão fulminante que, por respeito a si próprio, pelo outro, e por todos nós, que evitem ultrapassar a fronteira do pudor e do decoro, mesmo do Regulamento Interno. Peço a todos Brad Pits e Angelinas Jolies que evitem manifestações de amor demasiado cinematográficos, perante as multidões, comportamento somente aceitáveis na paz do Senhor.

Marco de Canaveses, 13 de Fevereiro de 2006

Tão bom que é (ou era!...) pois agora nada é como antigamente, mas eu ainda sou do tempo... em que só a troca de olhares, o toque na mão , o cruzar na rua, o ver jogar, o ser vista a jogar, era tão bom, era puro, inocente, verdadeiro, único. Agora não sei se têm essas sensações, pois é tudo "prá frentex", rápido, pouco duradouro e partilhado com toda a gente. Que bom que é poder recordar esses tempos tão nossos. Como diz esta música do saudoso Carlos Paião que é tão verdadeira e que me faz recordar o meu 1º amor. Espero que vos faça lembrar também o vosso .


CINDERELA - CARLOS PAIÃO

Eles são duas crianças
a viver esperanças, a saber sorrir.
Ela tem cabelos louros,
ele tem tesouros para repartir.
Numa outra brincadeira
passam mesmo à beira sempre sem falar.
Uns olhares envergonhados
e são namorados sem ninguém pensar.
Foram juntos outro dia,
como por magia, no autocarro, em pé.
Ele lá lhe disse, a medo:
'O meu nome é Pedro e o teu qual é?'
Ela corou um pouquinho
e respondeu baixinho: 'Sou a cinderela'.
Quando a noite o envolveu
ele adormeceu e sonhou com ela...

Então
Bate, bate coração
Louco, louco de ilusão
A idade assim não tem valor.
Crescer
vai dar tempo p'ra aprender,
Vai dar jeito p'ra viver
O teu primeiro amor.

Cinderela das histórias
a avivar memórias, a deixar mistério
Já o fez andar na lua,
no meio da rua e a chover a sério.
Ela, quando lá o viu,
encharcado e frio, quase o abraçou.
Com a cara assim molhada
ninguém deu por nada, ele até chorou...

Então ...

E agora, nos recreios,
dão os seus passeios, fazem muitos planos.
E dividem a merenda,
tal como uma prenda que se dá nos anos.
E, num desses momentos,
houve sentimentos a falar por si.
Ele pegou na mão dela:
'Sabes Cinderela, eu gosto de ti...'

<"De sua justiça">

13 Comments:

At 7:37 da manhã, Blogger jawaa said...

Pode crer que lembrei... os tais olhares, as batidas cá dentro mais rápidas... o som cavo e lento da moto a passar na rua. Outros tempos, outras vontades, mas os sentimentos estão lá, também hoje, com certeza!
Bonito e actual como sempre, o seu post.
Um beijo

 
At 8:37 da manhã, Blogger a lice said...

O documento que publicas está hilariante!:))

Beijinhos!

 
At 10:39 da manhã, Blogger planaltobie said...

É... Brades Pites e Angelinas Jólies, nada de pornografias... só na paz do Senhor!

 
At 2:37 da tarde, Blogger Wakewinha said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 2:38 da tarde, Blogger Wakewinha said...

Eu já conhecia este documento, e deve ser real, porque vi em imagem e estava com o carimbo da escola e tudo! Esse presidente do conselho executivo deve ser um senhor brilhante... Gostava de o conhecer! ;) E os amores... já todos passamos por isso, e sabemos que pudor é uma palavra que não entra no nosso vocabulário!!!

[Lê e divulga.]

 
At 3:14 da tarde, Anonymous Ni said...

Já conhecia e é verdadeiro mesmo,foi publicado nos jornais.
Pelos vistos é um Presidente do Conselho Executivo com muito sentido de humor e os comunicados são todos do mesmo estilo...tal e qual como uns que nós conhecemos...não é Tété???
Quanto ao primeiro amor...emoções como essas são difíceis de repetir,era tudo tão puro!!!
Beijinhos.
Beijinhos também para a nossa Jawaa
que não consigo comentar.

 
At 6:55 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Ai que raio, fizeste-me quase chorar! Apanhaste-me a acabar de fazer 55 anos!!! É verdade, o coração batia mesmo que até doía! Agora dói mais ainda ao lembrar esse 1º...que nunca é o último (felizmente)mas acho que sempre é o mais puro!
Beijinhos
S.Z.

 
At 7:33 da tarde, Blogger papoilasaltitante said...

E então bate, bate coração...
Pois mudam-se os tempos....
Mas é sem dúvida o amor mais puro !
Bjs gandis amiga!

 
At 8:22 da tarde, Blogger Su said...

li, gostei, lembrei... reli....
jocas maradas

 
At 9:20 da tarde, Blogger Madalena said...

Esta Cinderela era uma das músicas preferidas do meu pai!!!!
Vê o teu mail. Beijinhos.

 
At 11:21 da tarde, Blogger O Quebra-Costas said...

Ai ai esta juventude toda "pá frentex" ... tá mal tá mal! Lá que queiram fazer poucas vergonhas façam, mas em sítios apropriados senão o Senhor Director castiga! :P
Beijinho

 
At 11:43 da tarde, Anonymous caroxa said...

desde pequenina que gosto da musica e por acaso encontreia aqui! foi como se revivesse bons velhos tempos! ;) beijos

 
At 4:05 da tarde, Anonymous Anónimo said...

kem e k tem esta musica e me pode enviar pelo messenger? o meu email e andrecookmartins@hotmail.com

 

Enviar um comentário

<< Home