quinta-feira, março 30, 2006

Informação nº 43

Música de Humanos - Quero é viver

Powered by Castpost

A música demora um pouquinho a carregar, pelo menos aqui no meu PC,é grande, mas vale a pena ouvir, primeiro porque é de um artista genial que já não está entre nós (António Variações), a letra parece que foi feita para este "post", e depois porque é cantada pelo Camané, outro artista de excelência.

Na minha escola (estou farta de começar “post’s” assim, mas tem de ser) há o hábito de que, quando há uma informação para ser dada a funcionária, do bloco onde é a sala de Professores, passar o dia atrás de nós para lermos e assinarmos a dita cuja. Ora já vamos na informação nº 43. Não me perguntem qual foi a nº1 ou a nº30, pois acho que ninguém se lembra. Isto porque a minha “chefe” acha que assinando, serve de prova se algum de nós não a cumprir.
Então a informação nº 43 resumindo diz o seguinte: A partir do dia 18 de Abril, início do 3º período, as faltas dos Professores são marcadas conforme a hora do “picanço”do cartão na portaria(passagem do cartão pelo dispositivo no portão da escola) . Há uns tempos aqui atrás, falei-vos desta inovação que a escola adoptou, que já não é novidade para a maioria das escolas Portuguesas. Pois foi-nos dito que o tal cartão e o tal “picanço” à entrada e à saída da escola devia ser feito por todos os alunos , funcionários e Professores para, em caso de catástrofe, saber-se o número de pessoas e quem estava na escola. Acho muito bem. Só que em caso de qualquer tipo de catástrofe a primeira coisa a ir abaixo são mesmo os computadores, ora aí não servirão para nada. Depois, Graças a Deus, ainda não houve nenhuma catástrofe, mas o sistema de vez em quando não funciona e vai mesmo abaixo. Acontece.
Como só há um portão, e pequeno, para a entrada de todos os funcionários, alunos e público em geral na escola foram colocados dois dispositivos para passarmos os cartões. Às 8.20h, hora de entrada de manhã, da maioria das turmas, há uma fila de alunos para passar o cartão, pois todos têm de o fazer. À saída nem tanto, uma vez que os horários são desencontrados. Mas à 4ª feira os alunos estão todos na escola e saem todos às 13.25h. Calculam a confusão que se gera pois a maioria tem que apanhar o transporte (camioneta) para casa e é sempre uma correria. Então para que os alunos não perdessem a dita camioneta, à 4ª feira e às 18.20h, saída das aulas da parte da tarde decidiu o Conselho Executivo (CE) que os ALUNOS, não precisavam de “picar” o cartão. Mas os Professores e Funcionários sim. Ficámos desconfiados. Ora a nossa desconfiança não tardou em se tornar uma informação, a nº 43. Todos temos que passar o cartão à entrada e à saída da escola e as faltas são marcadas segundo a hora do “picanço”. Fiquei revoltada, furiosa e achei de uma prepotência atroz aquela informação. Fui falar com o Presidente do Conselho Executivo que era quem assinava a dita cuja. Nós, eu e ela, temos dias em que não nos damos muito bem… Numa de amiga fui dizer-lhe que não devia fazer aquilo, uma vez que não constava no Regulamento Interno, documento que rege a escola e agrupamento. Com falta de argumentos, para variar, disse que tinha havido umas confusões com alguns Professores sobre as horas de entrada e a partir do 3º período era assim. Ora a escola é nossa, de todos quantos, todos os dias com mais ou menos vontade se dirigem para ela para dar o seu melhor. Não é só dela.
Suponhamos que um dia os Professores resolvem todos faltar, só vão os alunos, Funcionários e o CE. A escola pode funcionar? Ou terá que fechar? Agora suponhamos que o Conselho Executivo não vai à escola durante um dia inteiro. Vão na mesma os alunos os Funcionários e os Professores. A escola pode funcionar? Ou terá que fechar?
Isto tudo para vos dizer que acho que há pessoas que não podem ter lugar de Chefia, que a candidatura para o CE só devia poder fazer-se por dois mandatos e que o Presidente do CE devia ter uma turma , para não perder o contacto com os alunos e com os problemas do dia a dia de um Professor.
Como devem calcular anda tudo um pouco revoltado , não com o que se faz mas com a maneira como se manda fazer.
Agora digam-me, se os Professores se põem na fila com os alunos, chegam atrasados às aulas e levam falta... Se passamos à frente dos alunos, chegam os alunos atrasados às aulas... como temos todos bom senso e esperamos pelos alunos antes de iniciar a aula, perdemos sempre alguns minutos, o que contabilizado no fim do ano pode resultar numa ou mais aulas perdidas.
Observem neste vídeo a sáida da escola. Parece que a escola "vomita" garotos.


290306 083
Vídeo enviado por tuga

<"De sua justiça">

12 Comments:

At 10:52 da manhã, Blogger jawaa said...

Pois é: a dignidade do Professor uma vez mais posta em causa. Os professores são RESPONSÁVEIS para que possam exigir responsabilidade aos alunos nas suas obrigações e tarefas, e tem de ser-lhes dada essa dignidade pela escola, sob pena de se alterar as regras do jogo. Para os que prevaricam nas horas de entrada nas aulas, há outras formas ditadas pela Pedagogia e Educação de se chamar a atenção dos docentes. É aí que falha o Executivo, completamente.
Ao que sei, em outras escolas há muito este sistema está instituído e os docentes não passam cartão à entrada, apenas os utilizam nos outros serviços da escola.
Nem faz sentido, pois os professores têm o mesmo direito dos alunos de chegar à porta da escola poucos minutos antes do toque. Se houver «picanço», as primeiras horas de aula perdem logo cerca de um quarto de hora...
Rebaixar os professores não custa, todos ficam felizes, os resultados é que serão desastrosos, mas parece que ninguém vê.

Don't worry...!

 
At 1:01 da tarde, Blogger a lice said...

Convém procurar urgentemente outra solução para o problema!

Beijinhos e bom trabalho!

 
At 2:10 da tarde, Blogger CN said...

o "ponto" é, em si mesmo, uma medida idiota. picar o "ponto" não dá mais capacidade ao professor, não dá maior aplicação ao aluno, não motiva melhor interesse a ninguém. picar o "ponto" é uma medida administrativa certa numa fábrica de chouriços, numa linha de montagem qualquer. numa escola, é I D I O T A!

 
At 8:55 da tarde, Blogger O Quebra-Costas said...

Definitivamente "picar o ponto" não foi a melhor solução.. uma vez que em vez de contribuir para o melhor funcionamento da escola, pelos vistos está a produzir o efeito contrário...
Estamos contigo nessa luta! :)
Beijinho

 
At 10:16 da tarde, Blogger Madalena said...

A psicose das escolas é controlar o "ponto"...
Eu nem quero começar a falar. Já tive uma falta a uma aula de substituição que não houve. Depois tiraram-ma, claro! Mas tive de me aborrecer e bater o pé!
Beijinhos Teté!

 
At 10:25 da tarde, Blogger dakidali said...

Madalena

Eu quase todos os dias me chateio naquela escola. Não entendo o pensar de algumas pessoas. Mas ainda me irrita mais a passividade da maioria das pessoas que diz: Não te chateies que não vale a pena... ficas velha... ficas com mais cabelos brancos e ainda te "lixas"... Mas que andam a fazer neste mundo? A ver os outros?
Beijinhos

 
At 11:27 da tarde, Blogger Daniela Mann said...

Ele há com cada uma! Cada vez é mais difícil ser professor!
Olha, a surpresa já está pronta, se gostares muda o link!
Um abraço,
Daniela

 
At 11:49 da tarde, Blogger PiresF said...

Sabe... existem pessoas que para mostrar trabalho e talvez a sua autoridade, não olham a meios.
Provavelmente por não estarem habituadas a pensar e, essas merecem sempre a critica atempada.
Um abraço.

 
At 12:00 da manhã, Blogger papoilasaltitante said...

Pois é minha querida amiga...o poder... ai o poder!!!
Também eu como sabes tive no inicio do ano lectivo uma surpresa com o controle do ponto... uma faltinha enquanto eu recebia pais e tive que ir a correr para as aulas sem tempo de assinar o livro de registo!! Também a minha, como a da Madalena foi tirada, depois de acesas discussões...mas isto está a ultrapassar quaiquer limites!!
Alguém devia por essa senhora na ordem!
É como diz a Jawaa... dignidade de volta para os professores e com urgência!
O que mais me entristece é que esses senhores "eleitos por nós" são nossos colegas e nada mais do que isso, estão apenas mandatados a exercer um cargo executivo...mais nada!
Alguém lembra a essa senhora como é estar do lado de cá... quem tem telhados de vidro...
É mais ou menos como a minha escola... esquecem-se de como é estar do lado de cá!! E concordo contigo quando dizes que deviam ter pelo menos uma turma, para poderem estar em contacto com a realidade da escola!
Felizmente por cá há cartões mas não são de uso obrigatório... temos que os pagar 10 € cada... LIVRA!!!

 
At 12:27 da tarde, Blogger viktor said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 12:31 da tarde, Blogger viktor said...

Olá Tété,
A questão das circulares é interessante. Já ninguém se lembra da "Informação nº1/2006". Quando há uma nova informação, por vezes, digo: "Já sei o que é!" A resposta é pronta: "Eu sei, mas mesmo assim tem de assinar".

Na minha escola, estou a desenvolver um sistema de convocatórias via e-mail que entrará em funcionamento em regime experimental no 3ºperíodo. De futuro, todos os professores da escola terão um e-mail. Como o tamanho das contas é ilimitado, os colegas poderão possuir um arquivo de todas as informações. O site da escola terá uma área reservada para os professores, com uma listagem de todas as circulares, bem como legislação, etc.
Para além de útil, penso que é uma medida ecológica: poupam-se milhares de fotocópias (o toner é especialmente poluente).

Quanto aos cartões, a empresa Microio tem obtido muitas vendas à custa das escolas com o sistema de cartões (SIGE). Na minha escola, só os alunos são obrigados a passar o cartão, pois a maioria dos professores entra de carro. Curiosamente nunca não há filas (a escola possui 2 entradas).

Numa outra escola que conheço(apenas com 1 entrada) foi escolhido um tipo de cartões da mesma empresa que não passam pela ranhura. Basta passar com o cartão próximo do identificador (mesmo dentro da mochila) para o sistema funcionar (semelhante ao Lisboa Viva). Deste modo a entrada/saída é muito mais rápida.

Analisando as imagens, penso que a solução seria a criação de mais uma entrada.

Uma questão de segurança: vejo que os alunos saem directamente para o alcatrão, sem haver uma grade. Uma medida que o CE deveria equacionar, porventura mais importante em caso de incêndio do que saber o número exacto de alunos no estabelecimento. Com tanta preocupação ao nível da segurança, pergunto: já fizeram algum simulacro de evacuação da escola. É obrigatório fazê-lo, penso que pelo menos uma vez por ano lectivo.

Penso que o sistema de cartões, usado com o devido bom senso, é positivo. Eliminam-se, por exemplo, os pagamentos em dinheiro.
Na minha escola, efectuei também a ligação ao site da escola. Deste modo, os alunos podem comprar a senha de almoço através da internet e os encarregados de educação podem controlar os gastos dos alunos no bar, bem como as entradas e saídas na escola. De futuro, os carregamentos do cartão serão efectuados via net ou por multibanco.

Por último, pergunto:
Se nessa escola, o que conta é a entrada no estabelecimento, um professor poderá alegremente picar o cartão às 8h20, ir tomar o café e iniciar a aula apenas às 9h00?
Segundo a circular, a esse professor não pode ser marcada falta, dado que cumpriu as ordens do CE :))))

 
At 1:24 da tarde, Blogger dakidali said...

Tens toda a razão em todos os pontos que focas.
Sobre a grade de protecção, já falei disso em vários pedagógicos, mas "eles" é que sabem..., sobre o simulacro, também já fiz ver e falei em pedagógico de convocar bombeiros e protecção civil, etc, etc, e há 8 anos que estou naquela escola e nada.
Quando falaram nos cartões alertei para esse pormenor de se ter que passar o cartão pela ranhura, pois na escola da minha filha já tinham tido esse problema, mas mais uma vez "eles" é que sabem e fizeram ouvidos de mercador...
São filosofias de viver a escola diferentes, o que é importante é "chatear" os Professores e marcar-lhes falta.
Não há paciência, mas eu não desisto. Gosto de dar aulas, gosto de participar na escola, mas por vezes é difícil.
Beijinhos para ti e Pamina.
Obrigado pelas dicas e visitas.

 

Enviar um comentário

<< Home