domingo, abril 30, 2006

O mundo do basquetebol

Marrabenta - Elisa gomara a saia

Powered by Castpost

O MUNDOSLAM é um espaço(site) feito por três amigos. O nome nasceu da união de MUNDO + S (Samuel Carvalho), L (Luís Dionísio), A (António Almeida) e M de Moçambique. O que os une além da amizade construída ao longo de longos anos, é o basquetebol e Moçambique.
Todos, ou a maioria que visita esse espaço - pois é um espaço aberto a toda a gente - tem em comum os mesmos gostos, amizade, espírito desportivo, basquetebol e Moçambique.
O site foi desenvolvendo várias rubricas ao longo dos tempos, onde com a criatividade dos autores “nós” vamos ajudando a construir. É um espaço de encontros e por vezes de desencontros. Sim, porque isto das palavras escritas por vezes leva a mal entendidos e por melhores que sejam as intenções das pessoas, depende do estado de espírito não de quem escreve mas de quem lê.
Além de recordações, de tempos passados, alguns partilhados e esquecidos nas nossas memórias, que de vez em quando são avivadas por este ou aquele que já não víamos há 30 ou mais anos, porque a vida assim o quis e nos afastou com a descolonização.
Há um espaço – Livro de visitas - onde deixamos recados, contamos estórias, procuramos alguém e congratulamos outros.
Para trás ficaram as rivalidades – saudáveis!? - dos clubes que cada um representava e por vezes até gracejamos com elas. A saudade de tempos bem passado, alguns conhecemo-nos desde jovens e só nos voltámos a ver já adultos – Cocuanas – mas com a sensação de que o tempo nada mudou. Realmente, não sei se era o modo de vida se a maneira de estar na vida, mas quando nos encontramos passados tantos anos depois, não há espaço para cerimónias, é como se o tempo tivesse estado parado e naquele preciso momento começasse novamente a sua marcha. De tempos a tempos, na Figueira da Foz, cidade que acolheu os três criadores do site e mais uma mão cheia deles que chegaram na década de 70 a Portugal, realizam-se encontros, com variadas actividades ligadas ao basquetebol, organização do MUNDOSLAM.
Este ano é ano sim. Dias 20 e 21 de Maio a Figueira é invadida por gentes do Índico que vêm de todos os pontos do País e alguns do estrangeiro, mesmo até de Moçambique. Pelo que sei cada ano que passa mais gente se inscreve. E digo-vos o ambiente que se vive não é possível descrever.
Misturam-se várias gerações de antigos jogadores, os filhos desses jogadores e alguns já com netos.
No site recebemos também notícias de Moçambique, através daqueles que lá ficaram ou de alguns que acabaram por regressar mais tarde. É engraçado como estas novas tecnologias que dizem que afastam as pessoas, acabam por em certa medida as aproximar. Acho eu.
A experiência que tenho deste site é de reencontro com pessoas, com quem partilhei alguns bons momentos da minha infância e juventude e que nunca mais soube nada deles até ao dia em que comecei a participar no “Livro de visitas”. O site foi-me dado pelo marido de uma grande amiga minha que vive em Macau., vejam só, e eu aqui tão perto deles. Sempre ouvi dizer que o Mundo era pequeno, agora acredito realmente que o é.
Desejosa que chegue Maio para reencontrar novamente algumas pessoas que vi no último encontro em 2004, mas para ver muitos que de certeza irão pela primeira vez e que já não vejo desde os meus 16 anos.
Nesses dias todos os caminhos vão dar à Figueira da Foz.

I LOVE THIS GAME



sábado, abril 29, 2006

Portugal X Canadá

Música de João Pedro Pais - Tudo Bem

Powered by Castpost

No início deste mês de Abril, mês da liberdade, ouviu-se falar e viu-se chegar ao nosso País Portugueses, emigrantes do Canadá que tinham sido deportados. Muito ouvimos e lemos sobre este assunto, assistimos à chegada de alguns, sabemos que outros já reiniciaram a sua vida por cá , o nosso Ministro dos Negócios Estrangeiros até se deslocou ao Canadá para se inteirar da situação "in loco", mas a história ainda não terminou nem ficou esquecida.
Ricky Mercer é um cómico Canadiano que tem um programa onde costuma ironizar com as coisas que se passam no seu País. É um dos grandes sucessos do País em termos de televisão, no canal público.
Rick Mercer faz sátira política. O programa imita um noticiário e é um grande sucesso no Canadá», explicou Jay Walsh, assessor de imprensa da CBC ao PortugalDiário.
No dia 11 de Abril, o cómico canadiano resolveu ridicularizar a decisão do governo canadiano de deportar emigrantes portugueses.
O emigrante português tem cabelo encaracolado, é trabalhador, percebe de construção civil, põe as crianças na escola, vai à missa aos domingos, joga futebol à quinta-feira e é por isso que o governo canadiano o quer expulsar do país.

O resultado é um vídeo irónico com uma mensagem no mínimo original: o partido conservador está a mandar embora mão-de-obra qualificada. O «sketch» acaba com a seguinte frase: «Tornar o Canadá um pouco menos qualificado, um português de cada vez».
Não há dúvidas que o alvo de Rick Mercer é o governo canadiano e não os portugueses. Ao custo dos nossos emigrantes, o cómico até consegue «brincar» com a política externa canadiana. Rick Mercer mostra um mapa onde identifica Portugal e o Irão e refere que a pátria dos imigrantes deportados não é assim tão longe de Teerão!

Vejam o vídeo.

sexta-feira, abril 28, 2006

Esperança

Hoje nem me apetecia “postar”, pois a caixa de segredos do “post” de ontem está ao rubro, quanto gozo me dá. Afinal os anónimos que corrigem erros também dão erros e estão fartos de aqui poisar.
Bem adiante.

Música de BossAc e Da Weasel - Só vês o que queres ver

Powered by Castpost

Cansada mas mais satisfeita. Como vos disse ontem, hoje houve eleições para a Assembleia de Escola. Parece-me que as pessoas votaram na mudança. Demonstaram que andam aborrecidas que está na altura de virar de bordo. Ainda bem. De mudanças se faz a vida.
É a primeira escola onde estou que aparecem duas listas para se candidatarem a este órgão, não sabia que havendo duas listas a concurso, se escolhia pelo método de Hondt.
Tenho esperança que as coisas melhorem, tenho esperança que o ambiente se torne mais leve e respirável, tenho esperança que esta escola volte a ser como era há uns anos atrás quando ali cheguei.

quarta-feira, abril 26, 2006

Comunicações móveis...

Vocês desculpem , mas ele há dias assim. Hoje depois de uma manhã inteira na escola, duas reuniões de tarde presididas por mim, portanto com trabalho dobrado, uma de Directores de turma e outra de Conselho Pedagógico que só terminou às 20h, a aturar a minha chefe e alguns colegas que não perceberam ainda o que andam a fazer neste mundo, muito menos o que fazem numa escola, só me dá para postar isto e rir-me para não chorar de raiva de tanta falsidade, desonestidade, parvoíce e estupidez junta em tão poucos metros quadrados ao mesmo tempo.
Se não gostarem de Boss Ac, não ouçam. É hip hop e está de acordo com o meu estado de espírito hoje.

Música de Boss Ac - Mantem-te firme

Powered by Castpost

E como na minha escola estamos em época de eleições para os órgãos da escola, amanhã é a votação para a Assembleia, o dia também vai ser comprido. Fiquem com este vídeo e divirtam-se.
Uma vez contei esta anedota a umas amigas minhas , fartámo-nos de rir. Agora descobri este vídeo e não resisti em o partilhar convosco.
É a evolução das novas tecnologias, a adaptação e uso que fazemos delas.
Uns acompanham-nas outros não, e ficam-se pelas coisas simples da vida.
O conflito de gerações. Ou chamem-lhe o que quiserem, mas que pensem bem os que são cépticos em relação às novas tecnologias que se não as aceitarem serão infoexcluídos e bem mais cedo do que pensávamos.

Nuclear ? Não obrigado!

Música de John Lennon - Imagine

Powered by Castpost

De novo na boca do Mundo a palavra nuclear. O que isto me assusta!
Como é que é possível que ainda haja gente que pensa em falar seja para que fim fôr em nuclear depois do que aconteceu em Hiroshima e Nagasaki e mais recentemente em Chernobyl.
Faz hoje dia 26 de Abril precisamente 20 anos (26/04/1986) que a vida em Prypiat terminou com um estremecimento. A menos de 3 Km desta localidade rebentou um reactor, o nº 4, da Central Nuclear de Chernobyl.
A carcaça do reactor ardeu durante 10 dias, contaminando 142 mil Km quadrados no Norte da Ucrânia, no Sul da Bielorrússia e na região de Bryansk, na Rússia.
Foi o pior desastre nuclear do planeta.
O nível de radioactividade foi 400 vezes superior ao de Hiroshima.
Após a explosão, as equipas de socorro tentaram extinguir o incêndio com areia e chumbo. No dia seguinte esses materiais foram ejectados por uma explosão menor, que lançou uma nuvem de partículas radioactivas.

Hoje 20 anos depois ainda sofrem com a radioactividade existente na atmosfera.
Mortes, doenças, os efeitos psicológicos, ainda se fazem sentir.

Como é que fazem passeios turísticos para visitarem essas zona, onde dizem alguns operadores turísticos que têm planos de “Turismo ecológico” onde os cursos de água são cristalinos, existe vegetação deslumbrante que as espécies animais sofreram mutações mas só os mais fortes vencem e as espécies estão a aumentar, como é possível fazer dinheiro com a desgraça dos outros.
As agências de Kiev que exploram esses sítios dizem que têm vários tipos de clientes desde os aventureiros aos simplesmente loucos.

Pois loucos são os que hoje manipulam e transformam o urânio, loucos são os que querem transferir a tecnologia para Países vizinhos, loucos são que acham que poderão usar a força caso as diligências diplomáticas não convençam.

Fotos tiradas da National Geographic de Abril de 2006

terça-feira, abril 25, 2006

Aqui posto de comando...

A música e o vídeo são tirados de um CD editado em 1999 do Centro de Documentação 25 de Abril da Universidade de Coimbra.

Liguem a música e escutem. Depois vejam o vídeo, são cerca de 6 minutos para recordar.

Música de Zeca Afonso - Grândola Vila Morena

Powered by Castpost

Gostava que todos os dias se festejasse este dia e não só lembrado nesta data.
Gostava que os miudos entendessem o que custou a Liberdade.
Gostava que durante uma semana nas escolas para se comemorar esta data se vivesse um sistema de ditadura:
Os alunos tinham que ir todos de bata para as escolas (todos iguais);
Os alunos tinham que se levantar quando o Professor entrasse na aula;
Os alunos que não cumprissem com o regulamento interno, seriam chamados ao CE e castigados;
Não se podia dizer o que nos ía na alma, senão éramos castigados;
Gostava que não houvesse má criação ,
Gostava que não houvesse faltas de respeito.
Claro que na minha escola , nós Professores não iríamos notar muito a diferença, mas os alunos, esses sim.
Como diz Confúncio:
Diz-me e eu esquecerei.
Mostra-me e eu lembrar-me-ei.
Deixa-me fazer e eu aprenderei.

Talvez assim respeitassem a Liberdade que têm;
Talvez assim soubessem o que custou a Liberdade.


Assalto
Vídeo enviado por tuga

segunda-feira, abril 24, 2006

Amigos

Este "post" finalmente foi feito a 4 mãos, a imitar a Caracolinha e o Mocho.
O que está a preto é da Tété a castanho é da Papoilasaltitante.

- Depois de uma semana intensa de trabalho, uns dias melhores que outros, uns com um dia de descanso durante a semana, outros nem por isso, não há nada como juntar alguns amigos e fazer uma jantarada.
-Sem dúvida amiga... e para jantares cá estamos nós!!!
Música de Mariah Carey - Any time you need a friend

Powered by Castpost

- Combina-se o que se vai comer, distribui-se as compras, marca-se a hora de encontro numa das casas, e depois mãos à obra.
- Todos cozinhamos, mas quem dá ordens é sempre o nosso mestre cozinheiro.
- Sempre a dar ordens!! É impossivel de se aturar! Livra!
- Ele é que sabe os ingredientes, as quantidades e há sempre uma novidade uma surpresa.
-Diz sempre que não dá as receitas...mas no fim é bonzinho e a malta até lhe caça algumas, porque no fundo ele sabe que...
- O que é certo é que quando tentamos fazer em casa nunca fica como o dele. Dons com que as pessoas nascem, uns aproveitam-nos outros não. (Ai que mal nos sentimos...mas o certo é que a malta depois gosta... e pronto, lá temos que dizer que aquilo até está bom e tal... fica inchado que nem um perú...mas a gente gosta mesmo dele!!!)
- Então lá combinámos que a comezaina teria que ser equilibrada, à base de legumes, no forno, só com sal e uma pitada de azeite, as lulas e os camarões cozinhados na “wok”, esparguete, e uma massa expressamente vinda de Milão, negra, que até metia impressão.
-Obrigada Lena por nos teres proporcionado uma experiência algo estranha, que consistiu em olhar para aquela coisa negra... mas de sabor a ... esparguete vejam lá!!!
- Champanhe, do melhor, cervejolas, vinho do bom e sobremesa dois gelados e abacaxi para cortar o colesterol.
- Pois, pois cortar colestrol !!! Tá bem tá... primeiro gelados... depois abacaxi... para cortar o colestrol... desculpas. É bom e pronto!!
- A cozinha toda Hi Tech, o ambiente do melhor, a comida sem palavras para a descrever e as bebidas 100%.
- Ah e então as cantorias, hein??? E a fabulosa interpretação do "She" do costello feita pelo dono da casa hein??? E não contas , ai não contas a a interpretação sui-generis e cheia de emoção que fizeste da "Oração da Mãe Menininha" da Bethânia em brilhante dueto com o cozinheiro???? Somos bons nós.... Mais um dos nossos divertidos saraus gastronómicos e musicais... e como eu gosto destes pedaços passados em saudável "maluqueira".
Como dizia o meu pequenito ontem, que estava para ficar e estava a "curtir o pedaço", -Vocês cotas são mesmo divertidos!!! - Se ele diz... quem sou eu para discutir...
- Antes das fotos deixamo-vos aqui um belíssimo texto sobre a amizade que foi dado pela Ni, na sua festa do meio século.

O POTE DE VIDRO E O CAFÉ
Na sala de aula o Professor estava de pé com alguns objectos em cima da secretária.
Quando a aula começou ele, calado, pegou num frasco grande
de vidro vazio e começou a enche-lo com bolas de golfe.
Quando não cabiam mais, ele perguntou aos alunos se achavam que o frasco estava cheio.
Todos responderam que sim.

O Professor então pegou num saco de feijões secos e, ao chocalhar o frasco, estes iam entrando para os buracos vazios entre as bolas de golfe.
Quando não cabiam mais, ele perguntou aos alunos se achavam que o frasco
estava cheio.
Todos responderam que sim.

Neste ponto, o Professor despejou um saco de areia para dentro do frasco. Como é óbvio, a areia ocupou todo o espaço restante do frasco.
Quando não cabia mais, ele perguntou aos alunos se achavam que o frasco estava cheio.
Todos responderam que sim.

Foi então que o Professor, agarrou em dois copos de café e os entornou lá para dentro.
Agora sim, não havia mais espaço.

Os alunos desataram a rir!!!
“Agora” disse o Professor enquanto as gargalhadas se ouviam, “ eu quero que vocês reconheçam que este frasco representa a organização da vossa vida”.
“ As bolas de golfe são as coisas mais importantes: a família; os filho
s; a saúde; os amigos e tudo o que vos é mais querido, de modo a que se tudo na vida desaparecesse e só ficassem elas a vossa vida continuava cheia!”
“ Os feijões são as outras coisas importantes da vida: o trabalho; a casa; o c
arro!”
“ A areia é tudo o resto das coisinhas pequeninas.”

Se encherem primeiro o frasco com a areia, já não há espaço para o feijão nem as bolas de golfe. O mesmo se passa com a vida.
Se gastarem todo o tempo e a vossa energia com as pequenas coisas nunca vão ter espaço para as coisas que são verdadeiramente importantes para vocês.
Prestem atenção às coisas que são essenciais à vossa felicidade. Brinqu
em com as crianças. Tirem tempo para irem ao médico, talvez fazer um check-up.
Saiam para um jantar romântico.
Vai haver sempre tempo para arrumar a casa, para despachar um trabalho que só falta um bocadinho.
Tomem conta das vossas bolas de golfe primeiro, das coisas que têm mesmo importância.
Tenham prioridades.

Para o resto vai sempre haver espaço.
Não encham o vosso frasco primeiro com a areia, pois as bolas de golfe não vão caber no fim.
Um aluno perguntou: - e o que é o café?

- Ainda bem que perguntas. Eu ía agora mesmo dizer-vos.
É que mesmo que sintam que a vossa vida está cheia, há sempre espaço para beber um café com um amigo.



O nosso mestre cozinheiro

Todos a trabalhar

As entradas

Os nossos legumes no forno

A tarte de espinafres e farinheira. Hummm!!!

Os camarões e as lulas

O abacaxi

A massa negra (pasta di sepia)

A miudagem a fazer o sacrifício do dia

A nossa tocadora

Dueto da "Oração da Mãe Menininha"

E agora o vídeo caseiro da praxe mostrando a cozinha Hi Tech

220406 042
Vídeo enviado por tuga

domingo, abril 23, 2006

Biquini

Como nem tudo é mau na vida, e como a escola não é a minha vida , mas parte dela, para desanuviar aqui vai um "post" sobre o biquini , que fez parte da minha vida enquanto era mais jovem.
Quis pôr a música original do biquini amarelo mas não consegui, então na discografia da minha filhota estava esta da Onda Choc que ela conserva desde os tempos dos seus seis anos.

Música da Onda Choc - Biquini amarelo


Powered by Castpost


Há 60 anos, um engenheiro mecânico francês inventou duas peças de vestuários que viriam a revolucionar o mundo da moda. Quando foi criado, em 1946, o biquini era considerado tão chocante que nenhuma manequim quis posar com ele vestido. Até que o criador, Louis Reard, conseguiu convencer uma bailarina exótica a apresentar o bikini ao mundo.
O nome foi inspirado na ilha do Paífico Atol de Bikini, onde os norte-americanos testaram uma bomba atómica. E o efeito que causou foi bombástico. O Vaticano considerou-o imoral e o concurso de Miss Mundo proibiu-o, por considerar que dava uma vantagem injusta a quem o usasse.
Quando as divas da sétima arte, como Marlyn Monroe e Brigitte Bardot, se atreveram a usá-lo, o biquini começou a ter aceitação pública. 60 anos depois de ser criado, é usado por milhões de mulheres de todo o mundo.
Antigamente o biquini era só usado por quem tivesse um corpo esbelto e fosse bem feitinha. Passados 60 anos o biquini continua a ter sucesso, mas com alguns preconceitos já em desuso qualquer pessoa desde que se sinta bem o usa sem ser olhada de alto a baixo, criticada ou ridicularizada. Os tempos vão passando e o biquini foi ficando, diminuindo de tamanho e realçando as curvas mais salientes das mulheres que os usam.
Eu quando eram mais nova usei biquini, apesar de gostar de dar uns valentes mergulhos, jogar raquetes e volei na praia o biquini não dava muito jeito.

Apesar de toda euforia em torno do novo traje de banho, descrito por um jornal da época como "quatro triângulos de nada", o biquini não foi logo aceite. O primeiro modelo, todo em algodão com estamparia imitando a página de um jornal, se comparado aos de hoje, era comportado até demais. Entretanto, para os padrões da época, um verdadeiro escândalo.
A década de 60 ficou então marcada pelo sucesso do biquíni. Aliás, o sucesso foi tanto que até a música acompanhou a sua evolução. Em Portugal começou-se a ouvir a música "Era um biquíni pequenino às bolinhas amarelas...", que era a adaptação de uma música dos Beatles.
Mas o biquíni não se ficou por aqui. Como as pessoas já o começavam a usar bastante, foi necessário melhorar a qualidade do produto.
É que as mulheres não achavam grande piada aos folhinhos. Queriam biquínis lhes modelassem o corpo, que não se estragassem facilmente e, de preferência, que secassem rapidamente.

Em 1959, a marca DuPont apareceu com algo completamente revolucionário: a lycra! O biquíni e toda a outra roupa nunca mais foram iguais!
A década de 70 foi uma época em que se voltou ao mini-biquíni: dois triângulos em cima e dois triângulos em baixo. Tudo preso com uma espécie de cordéis. O bronzeado era muito maior!
Depois chegaram os anos 80 e com eles vieram as tangas e o famoso fio dental.
O topless só chegou quase na década de 90.
E agora que pensávamos que estava já tudo inventado neste campo eis que surge a novidade com novas tecnologias, foi apresentado na praia de Brighton, em Inglaterra, um novo biquini equipado com um aparelho electrónico que apita de 15 em 15 minutos.
O “biquini inteligente” apita de 15 em 15 minutos para a banhista se virar na toalha. Funciona como um “relógio de bronzeamento” e visa assegurar uma cor uniforme, mas também evita que as pessoas durmam sob o sol, segundo os seus criadores.
[Saber mais]

Um anúncio antigo

sábado, abril 22, 2006

Lista Negra

Não sei se se lembram do que vos falei aqui há uns “post’s” atrás sobre a informação nº43, sobre a minha escola e sobre o novo sistema de entradas e saídas. Podem recordar-se ou ficar a saber aqui.

Música dos Serial Feet - Brilhantes diamantes

Powered by Castpost

Este é o refrão da música, não vos ponho a letra toda porque é enorme.
...Não mudo a minha atitude, nem por instantes
Todos os momentos são Brilhantes Diamantes
Eu abro-te o trinco da porta do labirinto
Canto o que sinto isto sai-me por instinto...


Pois agora descobri que faço parte da lista (negra como eu lhe chamo).

Todos os dias a Funcionária que está responsável pelas faltas dos Professores recebe uma lista, a negra, com os nomes dos Professores a quem tem de marcar falta. Isto quer dizer que esses Professores não deram entrada na escola, não “picaram” o cartão à entrada. Eu não pico desde a informação nº 43, por isso o meu nome tem estado sempre na lista (negra).

Na 4ª feira a dita Funcionária veio ter comigo porque o meu nome constava na lista , a negra, e tinha que me marcar falta, sabendo ela que eu tinha estado na escola , tinha dado as minhas aulas e tinha os livros de ponto assinado. Eu respondi-lhe que cumprisse com as ordens que lhe tinham sido dadas e se tivesse dúvidas que fosse falar com o Conselho Executivo. Coitada, não tem culpa e sabe que se não cumprir as ordens que tem, põem-lhe um processo disciplinar ( o que já lhe foi dito uma vez). Eu tenho feito esta semana parte dessa lista, a negra, e estou à espera que me marquem falta, quando eu entro na escola a horas, quando eu vou para as aulas a horas, quando eu cumpro com o meu horário sempre dando horas a mais e nunca a menos.
Parece que o que é importante é entrar na escola ( ou será uma fábrica? ) a horas e não entrar na aula a horas.
Ora vejamos, se eu entrar às 8.20h , horas a que toca para entrar para a primeira aula, “picar” o cartão, a horas, fôr para a sala de Professores, tomar um café, 8.25h, dar dois de dos de conversa, 8.30h, pegar no livro de ponto e ir até à casa de banho , pois o café costuma dar-me a volta aos intestinos, 8.35h, fazer o que tenho a fazer no wc, 8.40h, dirigir-me para o Pavilhão, que como sabem ficam sempre no “fim” da escola, 8.45h, entrar no gabinete, tirar a mala, o casaco e então entrar na aula, 8.50h, restam precisamente 15 minutos de aula, alguém vai poder marcar-me falta? Claro que não, dei entrada à hora certa e já não vou constar na lista, a negra. Será que é esta a escola que queremos? Eu não! Recuso-me a fazer parte da lista dos que produzem pouco neste País, dos que andam a enganar meio mundo, dos desonestos, dos desrespeitadores, dos sem carácter, dos “Maria vai com as outras”.
Por isso irei fazer parte da lista, a negra, até me ameaçarem com um processo disciplinar.
Mas mesmo assim prefiro fazer parte da lista, da negra, do que fazer parte da lista dos que já enunciei em cima.

sexta-feira, abril 21, 2006

25 de Abril


Eu sei que hoje ainda é dia 21 mas ...
...para celebrar o 25 de Abril o Portugal Diário deixa-nos alguns documentários, uma série de fotos, músicas da época que fizeram história, preços daquele tempo etc.
Aconselho vivamente a darem uma espreitadela, apesar de ainda estarmos a uns dias desta data.

Passaram 32 anos…

O país acorda com a Revolução, já com os centros militares nevrálgicos do país estarem sob o comando dos capitães de Abril.

Deixo-vos os linnks, sigam-nos se quiserem.


Fotos, músicas e comunicados

Alguns preços de artigos antes do 25 de Abril

Concurso para todos sobre o 25 de Abril, prémio uma webcam.

Perguntas e comentários

Quizz sobre o 25 de Abril. Atreva-se!

32 fotos para 32 anos

quinta-feira, abril 20, 2006

Agora que o sol aperta...

Hoje apeteceu-me embebedar-me de vida, pois ontem na escola foi um dia para esquecer... e para festejar aqui vai este anúncio, passo a publicidade. Apesar de ser de manhã este "post" foi feito ontem à noite, não fiquem a pensar que começo a beber logo de manhã!
A música é dedicada a quem todos os dias me faz sentir mal numa escola e numa profissão que abracei à 28 anos à qual me tenho dedicado de alma e coração.



Depois de ver este anúncio e de beber umas bejecas, sim agora que o sol chegou para ficar e o calor a apertar, experimentem meter a chave na fechadura.[Aqui].
Conforme vão conseguindo a fechadura vai ficando cada vez mais pequenina e cada vez a tremedeira é maior. Ao lado têm um indicador do grau da vossa bebedeira.

Divirtam-se ao som desta música Fun - tástica.

Borriquito como tu...

Powered by Castpost

quarta-feira, abril 19, 2006

Correntes e afins

Pois mais uma vez fui apanhada numa corrente, desta vez quem me passou foi a Papoilasaltitante.
Então tenho que dizer 5 pânicos que eu tenha. Ora tenho andado a matutar no assunto e resolvi ir ao dicionário ver o que dizem sobre pânico, uma vez que acho que pânico, pânico, não tenho. Tenho alguns medos, isso sim.
Então o velho dicionário diz assim: pânico , que assusta sem motivo; terror súbito sem fundamento; alarme. Ora assustar-me sem motivo não me parece. Assim vou dizer 5 medos que me perturbam o bom funcionamento dos meus dias.
  1. Tenho um enorme medo de cegar, de deixar de ver;
  2. Tenho um enorme medo de ficar dependente de alguém e estragar-lhe a vida;
  3. Que aconteça alguma desgraça aos meus filhos;
  4. Que me roubem a carteira;
  5. Tenho medo de ratos, brrr, nojentos, horríveis...
Agora tenho de passar a mais 5 pessoas. Ora bem atiro ao ar e quem quiser apanhar que apanhe.


Música de Kate Tunstall - The other side of the world

Powered by Castpost



Agora vou responder ao desafio do Mocho (que é falante). O objectivo é divulgar Organizações Não Governamentais Nacionais ou Estrangeiras (ONG).
Digo-vos já que foi difícil escolher, uma vez que admiro todas estas organizações.

A FENACERCI foi constituída em 12 de Abril de 1985, é uma Instituição de utilidade pública que representa as Cooperativas de Solidariedade Social, espalhadas por todo o país, que facultam atendimento directa ou indirectamente a cerca de 7 mil crianças, jovens e adultos portadores de deficiência mental ou multideficiência e famílias.


A Fenacerci, Federação Nacional das Cooperativas de Solidariedade Social, é a estrutura representativa das cooperativas deste sector e tem por missão fundamental promover a criação de condições que pela via do reforço das organizações associadas, defendam os interesses e direitos das pessoas com deficiência mental e suas famílias.


Os seus principais objectivos são:

• Promover o reconhecimento dos direitos dos cidadãos com deficiência mental, defender os seus interesses e os das suas famílias.
• Contribuir para que o atendimento que lhes é facultado tenha sempre como pressupostos de base critérios de qualidade, dignidade e adequabilidade.
• Actuar junto dos interlocutores institucionais para assegurar a implementação de medidas politico-legislativas e de apoios financeiros, no sentido de serem criadas melhores condições de intervenção.
• Sensibilizar e formar a opinião pública, intervindo junto dos meios de comunicação social, facilitando uma mudança de atitude que permita uma melhor integração das pessoas com deficiência mental.


Têm sempre uma campanha que se realiza este ano entre 6 e 28 de Maio, que é a venda do PIRILAMPO MÁGICO que todos conhecemos. Essa campanha de rua, original, faz com que toda a gente possa contribuir e é uma maneira de divulgar as suas acções.

Também me compete passar esta tarefa a alguém, como é de utilidade pública, vou passá-la à Jawaa e ao Planalto Central.


Para seguirem a jornada ouçam a música de Mariah Carey - Any time you need a friend

Powered by Castpost


Ainda neste propósito e para dar resposta ao pedido de uma amiga , a Wakewinha, aqui vai mais uma ONG, eleita por mim.

A Amnistia Internacional Portugal foi criada a 18 de Maio de 1981, fazendo 25 anos de existência este ano.

Todo o ano de 2006 será dedicado a evidenciar o nosso trabalho em prol dos direitos humanos em Portugal e no mundo.


A Amnistia Internacional nasceu em 28 de Maio de 1961.

A sua criação teve origem numa notícia publicada no jornal inglês "The Observer" em que era referida a prisão de dois estudantes portugueses por terem gritado «Viva a Liberdade!» na via pública. O advogado britânico Peter Benenson lançou então um apelo no sentido de se organizar uma ajuda prática às pessoas presas devido às suas convicções políticas ou religiosas, ou em virtude de preconceitos raciais ou linguísticos.

Um mês após a publicação do apelo, Benenson já havia recebido mais de mil ofertas de ajuda para coligir informações sobre casos, divulgá-las e entrar em contacto com governos. Dez meses passados, representantes de cinco países estabeleciam as bases de um movimento internacional.


VISÃO E MISSÃO

A visão da Amnistia Internacional é a de um mundo em que cada pessoa desfruta de todos os Direitos Humanos consagrados na Declaração Universal dos Direitos Humanos e noutros padrões internacionais de Direitos Humanos.
De modo a cumprir esta visão, a missão da Amnistia Internacional consiste na investigação e acção destinadas à prevenção e acabar com os graves abusos à integridade física e mental, à liberdade de consciência e expressão, a não ser discriminado, dentro do contexto de uma promoção de todos os Direitos Humanos.

E para finalizar venham à Rua da Judiaria para perceber o que foi feito à 500 anos . E se não puderem ir ao Rossio, Lisboa, acendam uma vela nas vossas varandas pelas 19h.

Eu acendi!

terça-feira, abril 18, 2006

Des(informação)

Este cartoon que hoje aqui vos deixo, inspirou-me para o “post” de hoje.
Os miúdos hoje em dia têm a informação ao seu serviço.

Música dos Pólo Norte - Faz de conta

Powered by Castpost

A televisão, a Internet, a rádio, os “outdoors”, os SMS, tudo é informação.
Sabem que devem proteger o ambiente, que devem reciclar, que devem separar o lixo, que há doenças sexualmente transmissíveis, que fumar faz mal, que a SIDA existe, que o alcoolismo existe, que a droga mata, que …
…mas não sei se usam essa informação. Cada vez as Mães são mais jovens, cada vez há mais divórcios, cada vez há mais garotos raptados, cada vez mais são maltratados, usados, abusados, sabem que existe a pedofilia, sabem , sabem… mas cá para mim não usam essa informação.
É o que dá a informação é tanta que fica banalizada, que não a usam, que não sabem digeri-la, que não sabem para que serve, não sabem que fazer com ela.
No meu tempo de garota não sabia metade do que eles hoje sabem, era mais feliz, gozava melhor a vida, ouvia cada aviso, cada informação como um conselho a seguir.
Hoje têm, querem ter, mas não lhes interessa para que serve, só sabem que querem.
Que mundo este em que se tem tudo à mão de semear e não se sabe usar, não se sabe para que serve.

segunda-feira, abril 17, 2006

Fenómenos (in)explicáveis III

Já comentei e dei a minha opinião sobre estes fenómenos da era moderna que ocorrem no nosso País, mas mais uma vez tenho que voltar ao assunto.
Com a morte de um dos actores da série / telenovela da TVI, "Morangos com açucar", abriu, fechou e prolongou-se toda a informação desta estação no dia de hoje.
Ele foi no programa da manhã, ele continuou no telejornal,ele foi notícia de abertura, ele foi notícia de fecho, ele foi de tarde em directo da igreja onde está o corpo, etc... Será que lhes dói a consciência???? Será que só agora deram pelo o impacto que têm em crianças, adolescentes, jovens e até em adultos e vão começar a ter mais cuidado nos argumentos das suas novelas??? Esta novela atrai os miudos porque se passa numa escola/colégio (onde tudo é fácil), tudo se consegue e apesar ter alguns, poucos, pontos em comum com o dia a dia dos nossos jovens fá-los sonhar e muitas vezes querer imitar na sua escola, um espaço totalmente diferente do da novela, as mesmas coisas, tomar as mesmas atitudes. Mas a maioria não separa a ficção da realidade. É o mundo em que nos movimentamos.
Cada vez acho mais importante o acompanhamento por parte dos Pais de todos os movimentos, pensamentos, acções e atitudes dos seus filhos, mas cada vez mais deitam essa responsabilidade para as escolas. Já sei que na próxima aula de Formação Cívica que tiver com a minha Direcção de turma o tema vai ser este, e eles é que o vão puxar. Será que os Pais não percebem que são as pessoas mais importantes da vida dos garotos, que devem ser eles a partilhar estes momentos?
Pois é, a televisão tem destas coisas e a vida está carregada de sonhos e hoje em dia o sonho de qualquer garoto é fazer uma novela, ser conhecido, ter fama...
Será que todos conseguem separar a realidade da ficção???
Os actores que contracenavam com ele, jovens, estão a ter apoio psicológico, acho bem, deve ser muito difícil para um jovem perceber o porquê de situações destas, eu tenho um exemplo cá em casa. Não entende como ou porque é que isto acontece a gente boa com tanta gente má por aí.
E o resto dos miudos e miudas que viam e viviam todos os dias este fenómeno, será que a TVI também lhes vai dar apoio psicológico, ou vai continuar a alimentar estes sonhos?
Será que não era melhor interromper a novela por uns dias, fazer-se o luto e depois então continuar? E o respeito pelos familiares deste jovem? Bem sei que nesta altura não devem ver televisão, mas merecem respeito mesmo assim. Será que as audiências são mais importantes que os sentimentos das pessoas? Que queremos transmitir aos jovens, que "não faz mal a vida tem de continuar", banalizar os acontecimentos?...
Pois eu se mandasse, parava a novela por uns largos dias.
E daqui a uns tempos, não é preciso muito, ninguém se vai lembrar do "Dino", a não ser os familiares, amigos e poucos mais.
[Leiam aqui e aqui de onde tirei a foto]

Música dos D'Zrt - Caminho a seguir

Powered by Castpost

domingo, abril 16, 2006

O 1º foi assim

Música de Da Weasel - Re-tratamento

Powered by Castpost

Um pouco cansada, mas com alguma energia para vos deixar aqui ainda algumas fotos do concerto. É muito difícil a tarefa de fotógrafa nestes concertos, primeiro porque a máquina fotográfica não é grande espiga, depois porque as luzes são sempre escuras e o flash não alcança as personagens principais, depois porque os artistas não páram quietos e a maioria fica tremida ou desfoca.
A miudagem quer ficar sempre nas grades em frente ao palco, o mais próximo possível, isso exige que estejemos sempre "n" horas antes da hora do início para guardar o lugar. Como este concerto se realizava em Guimarães, cidade histórica, resolvemos ir de manhã, para conhecer um pouco da nossa história.
O tempo não ajudou, choveu o dia todo, não conseguimos fazer a visita à cidade que queríamos, além da chuva também estava frio o que nos levou a encurtar a visita.
Mesmo assim aqui vai.


Aqui nasceu Portugal

Uma igreja

E eles ali às voltas

Uma fonte no Centro

Onde nos refugiámos da chuva durante quase meia hora
Mesmo ao pé do Pavilhão Multiusos

A caminho do concerto


À entrada do Pavilhão

As "Ninas"

O pavilhão Multiusos de Guimarães onde já aconteceram grandes eventos desportivos, grandes conferências, Feiras e vários concertos. Um Pavilhão moderno, que se adapta aos eventos, agradável e espaçoso. O que me continua a fazer confusão, apesar de no verso dos bilhetes a primeira frase é que é proibido fumar lá dentro, os seguranças fecham os olhos ou fingem que não veêm e todo o mundo fuma.

Boss AC e o seu público

Da Weasel ( Pac, Virgul, Jay, Quakas, Gui e Glu)


No fim seja em sítio coberto ou descoberto o chão fica sempre assim ou pior. Apesar de os jovens estarem mais que informados sobre a reciclagem, separação do lixo, ser proibído deitar coisas para o chão ou pela janela do carro, parece que os velhos valores como a educação, o respeito e a civilidade não conhecem e mais do que mil palavras, esta imagem.

Este vídeo, apesar de estar muito escuro, queria que vissem e ficassem com a noção do que é imensa gente , toda com o braço no ar a fazer o mesmo gesto. Gesto este que se repete ao longo de quase todas as músicas, que é a batida do ritmo.



150406 124
Vídeo enviado por tuga

sábado, abril 15, 2006

1º concerto 2006

Hoje começa a minha sina de Mãe de uma adolescente assumida.
De viagem para Guimarães onde vamos ao 1º concerto de 2006 dos Da Weasel. Já vos falei em tempos deste fenómeno. Não me aborrece muito, porque aprendi a gostar desta música. Que remédio, tanto ouvimos que acabamos por gostar.
Amanhã no Pavilhão Multiusos de Guimarães, pelas 22h Boss AC e Da Weasel.

Para ficarem com "inveja", ou não, aqui vos deixo duas músicas daquelas que certamente hoje ouvirei.





Música dos Da Weasel - Força (Uma página de história)

Powered by Castpost









Música de Boss AC - Hip Hop

Powered by Castpost

sexta-feira, abril 14, 2006

Eu pecadora me confesso...

Música de Depeche Mode - The Sinner in me

Powered by Castpost


Pois é meninos e meninas, agora somos todos pecadores. Deve haver falta de pecadores, poucas confissões para os Srs. Padres fazerem e nada melhor que em tempo de Quaresma e na Páscoa para chamar a atenção das pessoas que todos aqueles que lerem muitos jornais, passarem muito tempo a ver televisão ou na Internet, são pecadores.
Há já vasta lista de pecados considerados pela igreja católica agora podemos acrescentar estes da era moderna, pois o excesso de velocidade e a fuga aos impostos foram os últimos acrescentados ainda à bem pouco tempo.
Estou a pensar naquelas freiras que têm um blogue e uma página na net, para arranjarem recrutas para o convento. Gandas pecadoras!...
Este mundo anda mesmo mal, agora só nos faltava que nos obrigassem a confessar ou a declarar as horas que passamos em frente à televisão, computador ou a ler jornais.

Parafraseando o Cardeal Norte Americano James Francis Stafford, meditem e penitenciem-se:
«a escuridão do pecado não poderá apagar nunca a luz da misericórdia divina». Profunda...

Rezem entretanto para não caírem em des(graça) este novo Pai Nosso…

Pai Nosso versão Cova da Moura

Hey brother que tás no alto
Não sejas cota não sejas ralha
Aceita no teu reino a maralha
Tás a ouvir Man? Yo
Dá-nos os morfes do dia a dia
Desculpa lá qualquer coisinha
Qu'a gente perdoa-lhes também
Livra-nos do mal, livra-nos da bófia
Tu tens o power
Tu tens a glory
Agora Man
Para sempre Man
Fica cool
Tasse bem
Yo

Mas afinal nós é que não entendemos as suas santas palavras, uma vez que segundo o próprio Cardeal diz, foi mal interpretado e já veio esclarecer.