sexta-feira, maio 05, 2006

O que é Nacional é bom!

Música de António Variações- cantada por vários- A voz de Amália

Powered by Castpost
A propósito de um "post" que aqui fiz e deu uma de troca de comentários entre dois "amigos" destas andanças queria dizer, para que não restem mal entendidos, que gosto de Portugal, tenho orgulho em ser Portuguesa, mas sinto-me uma sem terra. Quando me perguntam de onde sou, respondo, do mundo! Vivi e cresci em Moçambique, vim ainda adolescente, sozinha com a minha irmã um ano mais velha que eu, para batalhar pela vida. Fui mal recebida, chamaram-me nomes, tive que me adaptar ao clima, à nova vida de luta pela sobrevivência, adaptar-me à nova maneira de falar e de estar na vida. Mas vencemos. Mais tarde já emancipada pela força das circunstâncias começei a trabalhar, dar aulas de EF, jogar basquete, dar treinos e consegui sobreviver. Quando os meus Pais vieram já nós as duas, eu e a minha irmã, tínhamos a nossa vida mais ou menos organizada.
Quando o Carlos Lopes fez com que o hino Nacional fosse ouvido por milhares de pessoas, eu também ouvi, também me correram lágrimas pela cara. Sou Portuguesa. Aliás, quando foi da indepedência de Moçambique , os meus Pais eram Moçambicanos, eu tinha direito de optar pela nacionalidade Portuguesa ou Moçambicana porque nasci em Lisboa e optei pela Portuguesa.
Gosto do que cá se faz, mas como em tudo na vida entrego-me de alma, coração e cabeça, digo quando não gosto, bato palmas quando gosto, choro quando me magoam, defendo aquilo em que acredito, dou a minha opinião e quem me conhece sabe que é assim.
Quando foi o Europeu de Futebol cá em Portugal, pus uma bandeira na janela, vesti-me de vermelho e verde, gritei, sofri, festejei e fiquei triste quando perdemos.
Agora que estamos às portas do Mundial, torço novamente esperando sempre que desta é que é.
Por isto tudo e por muito mais que vos podia contar deixo-vos com o que de melhor se faz em Portugal, porque somos um povo afável, simpático, solidário, generoso e verdadeiro.
Este vídeo já é antigo, mas representa o esforço da solidariedade, da luta pela vida e que muitas vezes quem o pratica no seu dia a dia não é reconhecido, mas sim esquecido.
Os guias dos atletas paralímpicos para mim são um exemplo de tudo o que já referi atrás mais de coragem, perseverança e espírito de sacrifício.
Este vídeo fez parte da campanha produzida pela Young & Rubican para o Projecto SuperAtleta Atenas 2004 da Federação Portuguesa de Desporto para Deficientes.
Foi vencedor na categoria de melhor filme comercial no BudapestBridge Festival, na Hungria.

<"De sua justiça">

22 Comments:

At 12:00 da manhã, Blogger Brigida Rocha Brito said...

Muito bonito!!! bjs

 
At 12:12 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Lindo!
E continua a ser como és.
Bjs Lena

PS. Nunca tinha visto o video mas acho que está espectacular. Merece bem o prémio.

 
At 12:20 da manhã, Blogger Kamikaze said...

Ó Teresa,

Pois é! Tu és(nós somos) filhos de um deus menor.
Todavia é com o empenho, a dedicação e a paixão de alguns, talvez muitos, gente(s) com essa tua fibra, que isto pode andar para a frente e que o luso rectângulo poderá dar o salto qualitativo, pelo qual todos ansiamos.
Parabéns pelo excelente texto.
Ah, e o spot é lindo!

Beijinhos!

 
At 1:52 da manhã, Blogger boleia said...

que bem dito!! Só uma tuga fala assim! e eu gosto cada vez mais dos tuguinhas!
Um beijinho e bravo pelo vídeo.. eu não o conhecia, mas percebi logo o porqu~e do prémio!

 
At 7:28 da manhã, Blogger papoilasaltitante said...

Ir em frente e amar sempre este país com todos os eus defeito e virtudes..tal qual se ama alguém...
O video está excelente...
uando chegar o mundial..cá estamos de novo para torcer!
Precisamos é de mais gente com sse amor!
Beijocas amiga

 
At 8:53 da manhã, Blogger a lice said...

Gostei do que li! Somos, no fundo, cidadãos do Mundo!:)

 
At 8:57 da manhã, Blogger Pitucha said...

Assim é que é Teresa. Lusos somos e lusos seremos, sempre!
Beijos

 
At 10:01 da manhã, Anonymous IO said...

E há maior liberdade do que não ser de ninguém?... - eu cá gosto de ver a bola, quando o jogo é bom. Quanto aos aproveitamentos, vindos de fora das 4 linhas, salto fora!... - beijo, bom fim de semana!, IO.

 
At 10:56 da manhã, Blogger francis said...

Às vezes podemos mal interpretados. Criticamos por gostar e não por odiar.
Sou critico por natureza, mas tenho orgulho de ser português.
Um beijo e bom f-d-s!!!!

 
At 11:49 da manhã, Blogger jorgesteves said...

Passo por todas as palavras (que leio até ao último ponto final), mas fico preso -num galho de saudade- a Moçambique. Aquele tempo que foi (vai, ainda...) de Lourenço Marques a Nacala, com pecados de eternidade perdidos, mais em Xai-Xai do que Inhambane...
abraços,
jorgesteves

 
At 11:59 da manhã, Anonymous IO said...

E à pouko, estava com pressa: volto para dizer que claro que vou fazer claque pela equipa das quinas e por Angola, etc... E o que gostei de fazer claque pelos Camarães há uns anos!!, o que gosto mesmo é de torcer pelos não favoritos!
Quanto aos desportistas deficientes, é uma vergonha que não lhes seja dado o devido destaque e carinho!! - beijo, IO.

 
At 12:03 da tarde, Anonymous IO said...

Há, Há pouko Há, grande naba, deskulpem o erro acima... - uma bastante envergonhada...

 
At 12:18 da tarde, Blogger jawaa said...

Pois é, TT, o seu blog é daqueles que é obrigatório visitar. A sua força está nele bem patente e só posso expressar-lhe a minha admiração pela forma atenta como demonstra a sua preocupação com os outros. Só poderia mesmo ser uma portuguesa que respirou África em menina...

 
At 12:19 da tarde, Blogger Armando S. Sousa said...

Não consigo ver o filme mas julgo que o conheço.
De todas as maneiras, os atletas paralímpicos, deverão ser um orgulho para Portugal, e não só pelos recordes e medalhas que ganham nos Jogos Paralímpicos mas também pela tenacidade, e espírito de sacrifício dos atletas e dos treinadores, que levam bem alto o nome da Nação.

 
At 5:11 da tarde, Blogger Rosa said...

O amor é isso mesmo: gostar do que gostamos e do que não gostamos! :)

 
At 6:55 da tarde, Blogger 125_azul said...

E não se gosta porque..., gosta-se apesar de.

 
At 7:53 da tarde, Anonymous Ni said...

Lindo o vídeo!!!Não conhecia mas mereceu ganhar o prémio.
Quanto ao resto tu sabes que concordo a 100% contigo.
E em breve..."Bamos lá Cambada,Todos à Molhada,que o melhor é POR-TU-GAL!!!
Beijinhos e Bom fim de Semana.

 
At 8:08 da tarde, Blogger PiresF said...

De facto um excelente vídeo que reflecte a coragem e a perseverança desses homens e mulheres do nosso país. Tal como tu, que com este texto, muito me sensibilizaste pela coragem que demonstras em conjunto com a tua irmã.
Grandes mulheres…

…e cá estaremos a puxar pela nossa selecção no mundial. Para seres perfeita, só falta saber se és do Sporting. Eheheh!…

Um grande abraço.

 
At 8:18 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Gostei muito mufanita!
Um grande beijinho
kaloira

 
At 9:40 da tarde, Blogger viktor said...

Olá,
Não conhecia o video. Excelente por sinal e com um desfecho pouco previsivel.
Quanto ao orgulho nacional, lanço a pergunta: porque será que o português só diz mal do seu país?

 
At 9:40 da tarde, Blogger amigona said...

Conheces a http://tunaninha.blogstop.com?

Fui lá ter pensando que eras tu!!!

beijo...

 
At 11:00 da tarde, Blogger PiresF said...

Eheheh… mais perfeita não podias ser, até de signo…
Bem… eu também tenho essas coisas do Leão, no signo e com cadeirinha no estádio. Doenças…
Mas amiga, o elogio que te faço e como compreendeste, é evidentemente por tudo o resto que me merece um enorme respeito.

Gente desta força que ama Portugal, fazem-nos acreditar no futuro.
Excelente fim-de-semana para ti e um abraço à mana, igualmente corajosa.

 

Enviar um comentário

<< Home