terça-feira, maio 09, 2006

Violência

Música do Musical Miss Saigon - I still Believe

Powered by Castpost

«Quem de modo intenso causar maus tratos físicos ou psíquicos, incluindo privação da liberdade, a cônjuge, ex-cônjuge ou com quem vive em união de facto, bem como aos filhos, é punido com pena de prisão de um a cinco anos».

Como devem calcular, eu sou contra a violência, seja ela doméstica ou outra qualquer. Particularmente na doméstica , seja ela contra a mulher, contra o homem ou contra os filhos.
Sobre este assunto acho que muitas vezes a pior violência é a psicológica, que não se vê, mas marca para toda a vida, não tenho dúvidas. Enquanto a física se vê, alguém repara , pergunta, a resposta muitas vezes é um desviar de olhar, uma cabeça baixa, o silêncio, mas qualquer pessoa mais atenta descobre e pode denunciar. A violência psicológica é mais silenciosa, destrói a alma, o ego, a segurança interior, a personalidade, o carácter, o temperamento, tudo, corrói, destrói, mutila, mata e na maioria das vezes não se vê. Mas quando se descobre muitas vezes é tarde demais...
Sobre esse assunto já aqui deixei uma pegada, um alerta , uma estória, que para aqueles que a seguiram terminou com a separação, do casal. Após conversa com o “agressor” por parte de um vizinho, os ânimos acalmaram e ela não teve meias medidas, saiu de casa enquanto ele estava a trabalhar, levou o que lhe fazia falta e deixou-lhe um bilhete. Se calhar não foi a melhor maneira de terminar um assunto destes, mas o que é certo é que nunca mais houve , gritos. Neste momento a criança visita o Pai de 15 em 15 dias e as águas por estas bandas andam mais calmas.
Que este crime devia ser punido, devia.
Que as pessoas que sofrem deste mal deviam ser ajudadas, deviam.
Que se devia denunciar logo este tipo de situações, devia.
Que as instituições deviam dar melhor resposta , deviam.
Mas como tudo neste País anda devagar, fazem muitas perguntas, demoram tempo a agir e não estão quando são precisas.
Deixo-vos com este vídeo, contra a violência nas mulheres. "Quando uma apanha é como se apanhássemos todas"

<"De sua justiça">

15 Comments:

At 12:12 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Mais um texto cheio de tristes verdades. E quando se vê o video, é mesmo como se apanhássemos todas; até dói.
Bjs Lena

 
At 12:45 da manhã, Anonymous Dra.Daniela Mann said...

Sem dúvida! Nós não somos o caixote do lixo das frustrações dos outros! A "chatice" é que a violência psicológica não deixa nódoas negras e é muito difícil de provar! É a palavra de um cotra a do outro! Mas ainda bem que as pessoas começam a estar mais atentas a estes dramas familiares!
Um abraço amigo,
Daniela

 
At 11:07 da manhã, Anonymous cristiana said...

felizmente cada vez se fala mais destas questões, porque ainda não há muitos anos a violência doméstica ( física ou psicológica ) não era considerada crime. Felizmente há cada vez mais apoios à mulher nesse sentido e em associações. A violência psicológica, tens razão, passa despercebida, é silenciosa, ainda por cima porque a vítima é convencida pelo agressor que merece tudo aquilo por que está a passar. Acreditem que a auto estima é tão abalada que nos convencemos que somos mesmo um lixo e merecemos tudo aquilo...é uma manipulação de tal ordem que é difícil convencer a pessoa a recorrer a ajuda...

 
At 11:49 da manhã, Blogger a lice said...

Este é um blog de causas!
E esta é uma que eu apoio plenamente!

Beijinhos.

 
At 12:53 da tarde, Blogger Belzebu said...

Nem sequer é necessário dizer o quão repugnante é ser confrontado com situações destas! A violência seja de que forma fôr é antes de mais uma irracional forma de actuar! Julgo que tudo deveria começar pela educação das nossas crianças, alertando-as para estas questões e evitando a violência na TV,nos jogos,e mesmo na linguagem!


Saudações!

 
At 2:07 da tarde, Blogger jawaa said...

Violência é um nome grande onde cabem imensas coisas... e lutar contra ela é uma obrigação comum.
Divulgação é uma forma de luta. Obrigada TT!

 
At 7:31 da tarde, Anonymous IO said...

"Quando uma apanha é como se apanhássemos todas", bem dito. Está na hora de as mulheres aprenderem a ser solidárias entre si. Um beijo, IO.

 
At 7:56 da tarde, Blogger Su said...

eu apoio esta causa incondicionalmente

jocas maradas

 
At 8:06 da tarde, Blogger papoilasaltitante said...

É que não tenhas dúvidas absolutamente nenhumas. Tens razão quando dizes que a violência psicológica por vezes deixa mais marcas que a física, não tenhas dúvidas absolutamente nenhumas...

Há para aí tentos casos. Há que denunciar e lutar contra este flagelo!
Beijocas AMIGA

 
At 8:50 da tarde, Blogger Mocho Falante said...

é de facto um drama enorme e não são poucos os casos. Infelizmente acompanhei alguns casos

Beijocas

 
At 9:09 da tarde, Anonymous Ni said...

Quanto mais divulgado melhor!!!
Infelizmente ainda há muito disso e quantas se calam!!!
Mais uma vez sempre atenta,TT.
Beijinhos.

 
At 10:44 da tarde, Blogger PiresF said...

Até dói...
Esta é uma causa necessária e primordial.
Um abraço.

 
At 11:03 da tarde, Blogger Cafe com Limao said...

olha as pessoas tem a mania de dizer que entre marido e mulher nao se mete a colher. porque são cobardes. casos de maus tratos a qualquer nível e contra qualquer pessoa têm que ser denunciados. é urgente acabar com isto.
e normalmente quem nós menos esperamos, o nosso amigo de trabalho que é super fixe, chega a casa e bate na mulher e nos filhos. esses homens deviam era de levar uns bons murros no focinho para aprenderem. (e as mulheres também, porque também há casos com mulheres)lá esta é o jogo do poder. as pessoas gostam de se sentir poderosas.

 
At 11:04 da tarde, Blogger Cafe com Limao said...

olha as pessoas tem a mania de dizer que entre marido e mulher nao se mete a colher. porque são cobardes. casos de maus tratos a qualquer nível e contra qualquer pessoa têm que ser denunciados. é urgente acabar com isto.
e normalmente quem nós menos esperamos, o nosso amigo de trabalho que é super fixe, chega a casa e bate na mulher e nos filhos. esses homens deviam era de levar uns bons murros no focinho para aprenderem. (e as mulheres também, porque também há casos com mulheres)lá esta é o jogo do poder. as pessoas gostam de se sentir poderosas.

 
At 2:16 da tarde, Blogger jorgesteves said...

Na primeira linha. Absolutamente ao lado!
jorgesteves

 

Enviar um comentário

<< Home