sexta-feira, junho 30, 2006

TER e SER

Já que ando numa de amigos, coisas boas da vida e importantes, deixo-vos esta história que li aqui e não resisto em partilhá-la convosco.
Como a acho verdadeira...
Como tantas vezes a culpa de os nossos filhos serem assim é nossa e não deles...
Como às vezes andamos distraídos com o melhor que existe à nossa volta...
Aqui fica:

Um pai, bem na vida, queria que o seu filho soubesse o que é ser pobre, e levou-o a passar uns dias com uma família de camponeses.
O menino viveu 3 dias e 3 noites no campo...
No carro, ao voltar para a cidade, o pai perguntou:“- Então filho; como foi a experiência?”
“- Boa”, responde o filho, com o olhar perdido...“- E o que e que aprendeste?” Insistiu o pai...O filho enumerou...
1 - Que nós temos um cachorro e eles têm quatro...
2 - Que nós temos uma piscina com água tratada, que chega até metade do nosso quintal, eles têm um rio sem fim, de água cristalina, onde têm peixinhos e outras belezas...
3 - Que nós importamos lustres do Oriente para iluminar o nosso jardim, enquanto eles têm as estrelas e a lua para iluminá-los...
4 - O nosso quintal chega até ao muro. O deles chega até ao horizonte...
5 - Nós compramos a nossa comida feita, eles cozinham-na...
6 - Nós ouvimos CD's... Eles ouvem uma perpétua sinfonia de pássaros, periquitos, sapos, grilos e outros animaizinhos... tudo isso às vezes acompanhado pelo sonoro canto de um vizinho que trabalha na terra...
7 - Nós usamos microondas. Tudo o que eles comem tem o "glorioso" sabor do fogão a lenha...
8 - Para nos protegermos vivemos rodeados por um muro, com alarmes... Eles vivem com as portas abertas, protegidos pela amizade dos vizinhos...
9 - Nós vivemos ligados ao telemóvel, ao computador, à televisão. Eles estão "ligados" à vida, ao céu, ao Sol, à água, ao verde do campo, aos animais, às suas sombras, à sua família...
O pai ficou impressionado com a profundidade das palavras do seu filho e então o filho terminou:
- Obrigado, Pai, por me ter ensinado o quanto somos pobres!
-Cada dia estamos mais pobres de espírito e de observação da Natureza ! Preocupamo-nos em TER, TER, TER, e cada vez TER MAIS, em vez de nos preocuparmos em SER!!!

Música de Susana Félix - Flutuo

Powered by Castpost

VALE A PENA PENSAR NISTO... AS MELHORES COISAS DA VIDA SÃO AQUELAS QUE NÃO SE COMPRAM...

quinta-feira, junho 29, 2006

Anos da Ni (parte 2)

Depois deste e fim de tarde bem passado, e conforme prometido , oito dias depois foi a noite de folia.

Para a Chuinga (sempre presente apesar de ausente)

Um fim de tarde fenomenal

Um céu deslumbrante

Elas chegaram

O Restaurante
Falámos de escola, claro,
da Milú, claro,
dos filhos, claro (apesar de 3 serem solteiras e sem filhos)
das colocações dos Professores
falámos da vida.
Depois do que aqui disse esta é a prova de que os amigos são o melhor da vida.
Sempre prontos a ouvir
sempre prontos a chamar à atenção
sempre prontos a perdoar
sempre prontos a sorrir
Somos todas colegas e conhecemos na escola( já lá vão no mínimo 15 anos), neste momento estamos cada uma na sua escola mas a amizade perdura e as nossas vidas continuam a cruzar-se. De vez em quando juntamo-nos e fartamo-nos de divertir. Somos muito diferentes umas das outras mas em comum temos o respeito, a sinceridade, a honestidade, a humildade, a capacidade de perdoar e de ouvir.


quarta-feira, junho 28, 2006

Rugas

Rugas.

Música de Humanos - Rugas

Powered by Castpost

Sinais de uma vida bem vivida ou do avanço infernal da idade? Há quem goste delas e outros que desesperam, cada vez que ficam mais profundas ou marcadas com o passar do tempo.

Ninguém é indiferente, todos comentam e discutem, mas um facto é certo: há cada vez mais produtos cosméticos para as combater, e alguns bem caros: cirurgia estética, botox, etc., tudo para eliminar uma depressão na pele provocada pela perda de elasticidade muscular e pela acção da gravidade.

Há no entanto rugas que aparecem precocemente, são mais ou menos profundas, de acordo com o grau do problema, e se situam bem no centro da cara.

Estas rugas são criadas, não pela perda da elasticidade muscular, mas pela perda de dimensão vertical da face, que é mantida pelos nossos
dentes.

A dimensão vertical da cara é mantida pela dentição completa.

A mandíbula (osso do queixo) é o único osso completamente móvel do corpo. Pode ser projectada, retraída, mover-se lateralmente, abrir e fechar.

É neste último movimento que a mandíbula encontra como travão os dentes do maxilar superior, ou seja os dentes de cima travam com os dentes de baixo o movimento de fecho da boca.


Assim, é fácil perceber que se, faltarem dentes ou se estiverem muito gastos, fecharemos mais a boca do que o normal e, consequentemente, a pele da cara dobra e cria pregas e vincos nas zonas afectadas.


Fala quem sabe e depois de ler o artigo todo escrito por um médico dentista acredito e acho que tem toda a lógica.
Agora já percebo as minhas rugas, não são estradas dos dias passados a viver com intensidade, são problemas com os dentes. Eu sempre as expliquei dizendo que eram de expressão. Fiquei mais contente, se fôr ao dentista posso recuperar anos na minha cara.
Botox nunca!

Vejam como fica a cara em várias situações depois de usar botox

terça-feira, junho 27, 2006

Aos amigos

Apeteceu-me!
Ouvir, cantar e abanar-me! Uma música com ritmo e dedicada a todos os que aqui vêm, que conheço na real e no virtual mas que já considero meus amigos. O melhor do mundo!
...
Não tenho nada mas tenho tenho tudo
Sou rica em sonhos e pobre pobre em ouro
Mas não me importa pois só por ter dinheiro
Não compro amigos, estrelas o amor verdadeiro

Eu tenho sorte porque sou pobre
Sobra-me tempo e tenho sonhos
Pois tenho o mundo na minha mão
Não há tristezas nem solidão
Vem ter comigo vamos cantar
Pois nunca é tarde para sonhar
Pois tenho todo tempo do mundo
Porque me sobra cada segundo
Tudo que tenho é dividido
O melhor da vida são os amigos
...
Floribella - Pobres dos ricos

Powered by Castpost

segunda-feira, junho 26, 2006

Depois do jogo

E DEPOIS DO JOGO...

Cá estou eu de volto conforme o prometido.
Depois de um jogo especial em todos os sentidos, não sei por onde começar.
Nunca assiti a um jogo assim. Futebol? Não parecia que estavam a jogar futebol. Também não sei que era aquilo. Que se esgatanharam, que nos fizeram sofrer, que o árbitro ajudou à confusão, que aquilo não parecia um jogo do Mundial. Não parecia. Jogaram bem? Não achei. Achei que suaram, que correram, que escorregaram, que bateram, que levaram...
Bem, não digo mais nada. Aqui ficam as fotos da sardinhada e do jogo em casa da Papoilasaltitante.



domingo, junho 25, 2006

PORTUGAL X HOLANDA

Oitavos de Final




sábado, junho 24, 2006

Recuperação



Para quem tem perguntado notícias do meu pé aqui fica a minha retribuição desse carinho e para também mais tarde recordar . Estou quase a terminar as 10 sessões de fisioterapia. Têm-me feito muito bem, apesar da tortura que isso significa. Faço os tratamentos, mobilização e no fim massagem. Que bom, pensarão vocês. Enganam-se, a massagem é o pior. A fisiatra que me trata, uma moça nova, rija, tesa, doce , simpática e competente ,se a avaliasse, subia já de escalão, para Fisiatra Titular… Ma como vos ía a dizer, a massagem é do pior, carrega nos sítios certos, que me doem até vejo estrelas, torço-me e faço caretas. Ela sorri e diz, tem de ser está muito inflamado. Ok, faça à vontade… Todos os dias para lá caminho, como costumo dizer para a tortura e sofrimento. Mas estou bem melhor. Ainda ando com o pé elástico “topo de gama”, mas vou começar a fazer o "desmame" dele. Vou começar a andar em casa descalça e sem ele.
São hora e meia a duas horas de tratamento. Pelo menos começa sempre a horas, gosto. Tenho perdido alguns jogos do Mundial, mas tem valido a pena e é por uma boa causa , e eu por boas causas faço o que for preciso.
Então começo por fazer correntes alternas, uma espécie de choques, picadinhas no pé que tem como objectivo estimular as terminações nervosas e servem também de anti inflamatório, mais ou menos 15 a 20 minutos.
Depois calço uma espécie de bota insuflável que vai enchendo e apertando o pé e a perna para estimular a circulação e depois esvazia e dá para me mentalizar novamente até apertar outra vez, este demora mais tempo. Segue-se o calor húmido que ao princípio aguenta-se bem mas depois aquece que se farta. A fisiatra disse-me logo que se estivesse muito quente para eu a chamar, mas como não gosto de interromper o trabalho a ninguém, pois aproveita para fazer o tratamento a outra pessoa, aliviei eu o calor, levantando o pé. Mais uns 20 minutos, uma eternidade. Segue-se a manipulação do meu pé, a fisiatra com o pé o mais descontraído que consigo, vai fazendo e forçando a flexão e a extensão do dito cujo e fazendo também movimentos laterais para dentro e para fora. Dói que se farta além de que eu faço um bocado de força porque estes movimentos doem, uma vez que está a forçar os ligamentos que devido à imobilização estão tensos e duros. Seguidamente faço os ultra sons, poucos minutos e não é doloroso. Depois vem finalmente a massagem que nesta fase é bastante dolorosa como devem calcular, pois ainda tenho uma inflamação nos tendões e ligamento devido à rotura.
Comecei hoje a fazer exercícios de fortalecimento dos ligamentos, mais uns minutos de grande sofrimento, mas mais uma vez por uma boa causa. O MEU PÉ ESQUERDO.



BOM FIM DE SEMANA


sexta-feira, junho 23, 2006

Tudo do avesso...

Não querem lá ver que afinal
não vale a pena reclamar,
não vale a pena não querer,
não vale a pena a liberdade,
não vale a pena a democracia

Música dos Pólo Norte - Deixa o mundo girar

Powered by Castpost

Qual democracia? Viram-na? Eu que até me considero uma pessoa atenta, não a encontro há já vários anos.
Falei-vos aqui atrás sobre as eleições na minha escola. Pois bem, houve uma lista concorrente ao Conselho Executivo, com a minha “chefe” a encabeçá-la. No dia da votação ainda havia gente na escola que não sabia que era dia de eleição. Será possível? Que andam lá a fazer? Bem, adiante. Pois no fim do dia o resultado deu que a lista concorrente não tinha obtido os votos suficientes para ser eleita. Foi um “xiribari” de todo o tamanho pois as pessoas preferiam ter uma pessoa que criticaram durante 3 anos à frente da escola, pois tinha-se mostrado disponível para lá continuar, do que enfrentar uma nomeação da DREL. Realmente as pessoas por vezes são pouco exigentes e um dia dizem branco e no outro dizem preto argumentando com as maiores justificações que se podem imaginar.
Então o processo deveria ir a uma 2ª volta, ganhando a lista (a mesma) com qualquer número de votos. Ora a minha “chefe” retirou a lista desistindo de voltar às urnas. Surgiram algumas dúvidas em relação ao que se seguia , tendo sido pedido esclarecimento superior. Ora então o que se seguia era a DREL nomear um Professor que cumprisse os critérios definidos para ocupar tal cargo.
Passados uns dias querem saber quem a DREL escolheu? Já estão a adivinhar, claro. Novamente a minha “chefe”.
Acham isto normal?
Acham isto democrático?
Acham isto responsável?
Acham isto liberdade de escolha?

Eu não!
A minha “chefe” aceitou a nomeação e vai escolher quem irá trabalhar com ela durante um ano.

E fui eu hoje à Escola para me despedir dos meus meninos e meninas e fiquei logo com vontade não de ter outra rotura de ligamentos (bolas, diabo seja cego, surdo e mudo) mas de sair de vez daquela escola.
Não é que anda tudo contente com o sucedido? Afinal ela até estava disponível...

Espera-se um ano singular, o próximo na minha escola.

Eu e a minha "chefe" no carnaval. Eu estou mascarada, ela...

quinta-feira, junho 22, 2006

Copianço = Corrupção

Se copiou pode vir a ser corrupto...

Música dos Pólo Norte - Faz de conta

Powered by Castpost

Ora agora não querem lá ver que descobriram, segundo um estudo de investigação, que os alunos que copiam têm grandes possibilidades de ser mais tardes gente corrupta. Faço ideia a história de alguns dos nossos deputados enquanto alunos. Apenas na Argentina e Nigéria o estudo contraria a estatística. Mas na Polónia, vejam só, é de 100% as respostas dos que dizem que copiam na faculdade.
Ora eu que nem sou loira nem me considero burra, acho que copiar já é uma forma de corrupção, por tanto quando as pessoas se habituam desde novas a ser corruptos, mais tarde é difícil não o ser em maior escala. Sempre ouvi dizer que quem mente uma vez , mente duas ou três. Assim me parece que com a corrupção, o roubo e tudo o que é contra os normais valores de uma sociedade.
Eu como nunca fui capaz de copiar, não sou corrupta nem corruptível.
Mas no fim como conclusão ao estudo não prevêem que a médio prazo a situação vá melhorar.
Ler mais aqui ou aqui.

quarta-feira, junho 21, 2006

Os anos da Ni

Os anos da Ni vistos por um telemóvel.
Peço desculpa pelas fotos que não são grande coisa mas como ninguém tinha máquina fotográfica e eu gosto de registar os momentos da vida que valem a pena, aqui ficam algumas fotos para poderem ver que a 1ª parte da festa que foi curta mas boa.
A 2ª será de hoje a 8 dias num restaurante perto de nós, porque como somos todas Professoras e andamos cheias de trabalho, somos Mães e temos que dar alguma atenção aos filhos, somos mulheres e temos afazeres, mas ninguém se importa e acha que não fazemos nada...
Música very typical - Pratinho de arroz doce

Powered by Castpost


Aqui ficam as poucas fotos, mas foi um espanto de encontro.

Refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) lançou ontem uma campanha para ajudar os nove milhões de crianças refugiadas no mundo sob o lema «Ajude-os a brincar, deixe-os aprender».

Existem 9 milhões de crianças refugiadas. Acreditam? Como é possível? Mas o que são refugiados?
São pessoas legalmente deslocadas dos seus Países por causa do medo bem fundamentado de perseguição devido à sua raça, religião, nacionalidade, opinião política ou por pertencerem a um grupo social particular.
Com esta campanha, acompanhada pelo nosso António Guterres, pretende -se ajudar os 9 milhões de crianças refugiadas a «concretizar os seus sonhos com a melhoria das suas condições de vida nos campos através da educação e do desporto».

O objectivo da campanha é conseguir fundos para programas educativos e desportivos e dar a conhecer a realidade destes nove milhões de crianças e o que significa ser refugiado.
Apenas vinte euros são suficientes para enviar uma criança para a escola durante um ano, 40 euros dão para enviar um computador recuperado para uma escola de refugiados, 220 euros formam um professor e bastam 800 euros para criar zonas desportivas e de recreio nos campos de refugiados, segundo o ACNUR.

«A educação e o desporto nos campos de refugiados envolvem as crianças em actividades positivas, dando-lhes esperança e meios que podem ser usados para a reconstrução das suas vidas e para que ganhem um sentido de normalidade e de estrutura nas suas vidas diárias»

[Para ler mais]


Vídeo publicitário da campanha tirado daqui


GKB_LTL2_en ninemillion.org
Vídeo enviado por tuga



Antes de se irem embora passem por aqui e se acharem que vale a pena sigam o link. Não tem a ver com este assunto mas é importante na mesma.

terça-feira, junho 20, 2006

Operação Gaivota 2006

Operação Gaivota 2006.
Bem podia chamar-se Operação Fernando Pessoa, Operação Almeida Garret ou Operação Milú...

Música dos Pink Floyd - Another Brick In The Wall

Powered by Castpost

Os Exames nacionais do 12º ano arrancaram ontem.
Além dos alunos e Professores envolvidos nestes exames ficámos a saber que é uma enorme operação para a polícia e GNR.
As provas são religiosamente protegidas. Uma das maiores operações realizadas no nosso País.
Será por isso que vão deixar de andar nas estradas os GNR ou a polícia e vamos começar a ser vigiados por câmaras?
A operação inicia-se com o levantamento dos enunciados no Editorial do Ministério da Educação, edifício «guardado dia e noite», e com o transporte das provas para os comandos das duas forças de segurança. No dia de cada exame, PSP e GNR transportam os exames para as 618 escolas secundárias e após a sua realização são levados de novo para as sedes de agrupamento, onde serão corrigidos.
Sobre os exames sei que são necessários. Sou a favor deles, no fim de cada ciclo. Não concordo como são feitos, nem que estes alunos que iniciaram os seus estudos sem saber que no final do ciclo teriam exames o façam agora.
Por exemplo no 9º ano. Dia 21 e 23 deste mês decorrem os exames de Língua Portuguesa e Matemática. Todos os alunos vão a exame. Os bons, só com níveis 5, os médios, com níveis 4 e 5 e os que já estão chumbados. Para quê? Não me dizem?
Porque não premeiam os alunos que durante o ano, trabalharam, estudaram , cumpriram e tiraram na sua maioria 4 e 5 e dispensá-los de exame? E os que foram médios com níveis 3 e alguns 4 , irem estes a exame? E os que já estão chumbados, não irem a exame a não ser que se proponham? E porque não de uma vez por todas passar os níveis do 2º e 3º ciclos de 1 a 5 , para notas de 0 (zero) a 20 valores?
Em conversa no outro dia com a minha filha que anda no 9º ano, dizia-me ela que a professora de Língua Portuguesa estava mais nervosa com o exame que os próprios alunos. Estes queriam participar num torneio de andebol que se realizava na escola precisamente na 5ª feira, dia entre os exames de LP e Matemática. Pois para nós (que somos de outros tempos) o exame significa o futuro da nossa vida. Ou passávamos ou chumbávamos. Para eles, habituados a provas de aferição que não tinham significado nenhum para eles e exames para todos sejam bons ou maus alunos, continuam a não ter grande significado. Para estatística? Aferição? De quê?
Que a estrutura do ensino em Portugal, tem que mudar todos já percebemos, mas meus senhores, mudem rapidamente e com coerência sem imitarem este ou aquele País, pois copiar é corrupto, e concentrem-se no nosso País, nas nossas gentes e no que temos.

segunda-feira, junho 19, 2006

Esquecidos!????

Música dos Pink Floyd - Hey You

Powered by Castpost

E porque andamos de jogo em jogo à procura da vitória… Não quer dizer que andemos distraídos!

Não esqueçamos Timor

Não esqueçamos as crianças desaparecidas

Não esqueçamos a fome

Não esqueçamos as crianças invisíveis

Não esqueçamos os que pouco têm

Não esqueçamos as crianças mal tratadas

Não esqueçamos a violência doméstica

Não esqueçamos os mutilados

Não esqueçamos os que sofrem de SIDA

Não esqueçamos os emigrantes

Não esqueçamos o nuclear

Não esqueçamos a corrupção que anda por aí

Não esqueçamos o Projecto Esperança

Não esqueçamos os filhos

Não esqueçamos de amar

Não esqueçamos de ajudar

Não esqueçamos os amigos




Neste último incluo-vos a todos que diariamente ou com critério vêem até aqui para me dar força, animo, esperança de um mundo melhor, carinho e ajudar a divulgar algumas atrocidades que se passam neste mundo em que vivemos.

domingo, junho 18, 2006

Anónimos e outros

Não gosto de anónimos e agradecia que cada um que aqui viesse e expressasse as suas ideias em liberdade e que serão sempre bem vindas desde que com respeito por todos que tivesse a coragem de colocar o nome por baixo.

Para descontrair, eu e umas amigas minhas sempre tivémos uma dúvida.Que será que os Escoceses usam debaixo das suas belas saias?
Pois observem bem a foto e decubram vocês. Nós ficámos esclarecidas.



E para que não pensem que este blogue não tem sentido.


Bom domingo!

sábado, junho 17, 2006

Hoje há jogo!

Música de Shakira - Hips don't lie

Powered by Castpost
Hoje é o segundo jogo da nossa selecção. Não se esqueçam de convidar os amigos, de encher o frigorífico com cervejolas, mas não caiam no erro deste senhor, convencido que tinha uma grande invenção, tramou-se.





Força Portugal

Agora vejam este cartoon e digam lá se não vem mesmo a calhar!


Hoje a figura do jogo para mim foi a equipa. Gostei do jogo, jogaram com garra, determinação e em equipa. PARABÉNS!
Gosto da maneira como Scolari sofre e festeja os golos. Sentido, emotivo quando toca o nosso Hino, acho que hoje até lhe vieram as lágrimas aos olhos.
Agora é até dia 21.
Para terminar achei o árbitro um pouco tendencioso.

sexta-feira, junho 16, 2006

Crianças invisíveis

Este é um trabalho de conjunto que juntou produtores italianos, a UNICEF, o Programa Alimentar Mundial e um grupo de realizadores à volta de um manifesto de apoio a crianças em vários pontos do planeta, entre os quais Brasil, China, Sérvia, e Estados Unidos da América.
Os filmes, sobre crianças que lidam todos os dias com as maiores atrocidades, assinados por realizadores de renome.

Musical - Lea Salonga and Claire Moore - I Still Believe

Powered by Castpost

Medhi Charef (África do Sul), Emir Kusturica (Sérvia - Montenegro), Spike Lee (Estados Unidos), Katia Lund (Brasil), Jordan Scott e Ridley Scott (Inglaterra), Stefano Veneruso (Itália) e John Woo (China). Cada um, com uma história diferente para contar, relata a frágil situação das crianças, em várias partes do mundo.
Tanza, Ciro, Uros, Bilu, João e Song Song são alguns dos jovens protagonistas do filme. As suas histórias, falam em nome de milhões de crianças que não têm direito a um nome ou a um rosto: histórias de violação dos direitos humanos, má nutrição e pobreza, mas também de crianças que anseiam por um futuro melhor, mesmo sendo trabalhadores ilegais, crianças forçadas a entrarem nas guerras dos adultos ou jovens vítimas da epidemia da SIDA.
O filme dá voz a essas crianças, tornando-as visíveis e, ao mesmo tempo, comunicando os seus sentimentos e histórias na primeira pessoa. Todas estas diferentes histórias se referem a problemas actuais das crianças.
O filme ilustra, de maneira expressiva, a capacidade que as crianças têm para enfrentar, com esperança e força, até as situações mais difíceis.
Milhões de crianças são privadas dos seus direitos pela exploração e pela guerra. Três milhões de crianças em todo o mundo passam fome. Mais de 100 milhões nunca frequentaram uma escola.
«CRIANÇAS INVISÍVEIS» é um filme inteiramente dedicado a essas crianças.


Bilu e João - Brasil

Ciro - Itália

Tanza - África

Blue Gypsy - Sérvia Montenegro

Jonathan - United Kingdom

Jesus - United States

Song - China

quinta-feira, junho 15, 2006

Necessidade vs Criatividade

Hoje em dia para se poder viver com alguma qualidade realmente é preciso criatividade.
A vida está complicada para a maioria das pessoas que vive do seu trabalho, que tem despesas fixas de empréstimo para a compra da casa, por vezes também do carro, telefone fixo em casa, telemóvel, gás, electricidade, água.
Não faço ideia do número de pessoas que todos os meses têm de fazer ginática no orçamento familiar para que se consiga comer, vestir, calçar, pagar transportes, livros, material escolar, etc.
Esta primeira imagem já não é nova mas gosto tanto dela que não podia de a deixar aqui e partilhá-la convosco. Só a necessidade podia ser traduzida neste belo par de chinelos criados por alguém que se calhar cansado de andar descalço e vendo o desperdício do material com que fabricou os seus chinelos, criou esta obra de arte para mim digna de qualquer grande marca de sapatos.
Esta outra imagem é a criatividade ao serviço do bom gosto (digo eu) que adoro este desporto que é o basquetebol. Inventam cada uma. Esta foto tirei-a eu no fim de semana no encontro de basquetebol de Moçambicanos e este miudo é sobrinho de um amigo da minha juventude.



O vídeo que vos deixo de seguida reflecte, não só a criatividade ao serviço da necessidade mas também a competitividade que existe até no simples pedir de esmola.
Como a vida é dura. Como é difícil sobreviver neste mundo.



Para ajudar quem precisa, a AMI, que todos conhecem, está a fazer entre 5 e 23 de Junho a célebre campanha de reciclagem de radiografias.
Se tiver radiografias com mais de 5 anos ou sem valor de diagnóstico entregue-as numa farmácia perto de si.

quarta-feira, junho 14, 2006

Greve





Hoje não estou em greve! Não concordo com a marcação deste dia para a greve por todos os motivos já conhecidos.
Estou triste. Continuo de atestado médico, infelizmente. O médico proibiu-me de conduzir e amanhã começo a fisioterapia. Nem me apetece falar muito nisto, desculpem.

Eu até concordo com algumas medidas que a Sra. Ministra quer implementar, agora continuo indignada e magoada com as palavras que disse em relação aos Professores tendo-nos metido todos no mesmo saco.

Mas hoje o meus "post" é dedicado à Milu (Ministra da Educação).

Um dia Mª de Lurdes Rodrigues morreu. (Se se quiser divertir clique no nome da Ministra e aguarde)
O conselho de ministros reuniu-se para decidir onde seria
enterrada.
Um ministro sugeriu:
- Deve ser enterrada em Lisboa. Afinal, é a terra natal dela.
Então um bêbado, que não se sabe como, entrou na reunião, disse com
aquela entoação típica dos ébrios:
- Em Lisboa pode... Só não pode em Jerusalém!!!
Como estava naquele estado, ninguém lhe deu atenção. Um segundo ministro
disse:
- Acho que deve ser em Cascais, onde viveu.
O bêbado mais uma vez interveio:
- Em Cascais pode... Só não pode em Jerusalém!!!
Novamente, ninguém lhe deu ouvidos. Um terceiro ministro finalmente sugeriu:
- Em Cascais, não.
Deve ser enterrada em Lisboa, pois era a Ministra da Educação e todos os
ministros devem ser enterrados na Capital. E o bêbado
novamente:
- Em Lisboa pode... Só não pode em Jerusalém!!!
Aí, perderam a paciência com o impertinente:
- Porquê esse medo de Maria de Lurdes Rodrigues ser enterrada em Jerusalém?
E o bêbado respondeu:
- Porque uma vez enterraram lá um tipo e ele RESSUSCITOU!!!

SORRIA ESTÁ A SER AVALIADO!!!

terça-feira, junho 13, 2006

Desabafossssss...

Ontem tive que ir à escola apesar de estar de atestado médico por causa da rotura de ligamentos. Fui porque tinha assuntos a tratar e não os podia adiar nem fazer pelo telefone, também já chega de clausura de 9 dias.
Tive uma conversa com a minha "Chefe", uma conversa calma, serena onde trocámos ideias, onde lhe disse que não tinha votado nela para continuar à frente da escola, coisa que ela já sabia, mas também lhe disse o porquê dessa minha decisão. Pela primeira vez ouviu-me, não me virou costas, não se zangou comigo apesar de em algumas coisas termos opiniões contrárias. Gostei. Parece-me mais calma e tranquila.
Bem mas o que me levou verdadeiramente à escola foram os meus alunos.
Aproveitei e fui na hora que tinha Formação Cívica, tinha que seleccionar 4 alunos para uma actividade que se vai realizar na 4ª feira dia 14 e eles tinham que participar, porque gostam de participar, porque merecem o meu esforço. Nessa hora estava marcado um jogo do inter-turmas de Futsal em que eles iam defrontar uma das melhores turmas. Fui apoiá-los, fui confortá-los, fui porque desde que começaram os torneios inter-turmas ninguém quer jogar com esta minha turma. Porque são coesos, jogam em equipa, porque têm fair-play, porque jogam bem, seja, basquete, seja volei, seja futebol. São alunos interessados, participativos, com gosto em aprender e evoluir.
Têm chegado sempre à final, eliminando várias turmas e no jogo da final têm perdido sempre. Tem havido sempre polémica nas finais dos torneios, com dúvidas de lances e na contagem de tempo do jogo. Acabam sempre por ceder ao espírito desportivo e têm saído sempre a perder. Hoje mais uma vez isso aconteceu, mas desta vez eu estava lá, mas era como se não estivesse, não me quis meter nem na arbitragem nem no controlo do tempo, estavam lá dois Professores de Educação Física. No fim do prolongamento, um lance “polémico” em que a minha turma marca golo e sai vencedora. A outra turma diz que não é golo, é bom que se saiba que quem apita são alunos, um de cada turma. O Professor responsável, não sabia o que devia fazer. Depois de algum tempo e alguma discussão, resolvi intervir. Chamei os meus alunos, juntei-os e perguntei-lhes se queriam ganhar com aquelas dúvidas todas. Se não era melhor ganhar sem dúvidas e perder sem dúvidas. Claro que a resposta foi que queriam ganhar mas sem dúvidas, então propus mais 5 minutos de jogo e o 1º que marcasse ganhava. Aceitaram. Ao fim de poucos minutos, duvido que tenham sido 5, empatados estavam. Seguiu-se conforme manda o regulamento e foram marcados 5 grandes penalidades. Empate na mesma. Mais uma grande penalidade a cada turma quem falhasse perdia. Perderam os meus. Choraram. Todos, a turma toda, mesmo os que não estavam a jogar. Dizia-me um: “ficamos sempre em 2º lugar, o ano passado ganhámos tudo este ano somos sempre os segundos”. A pena que tive deles. Sofrem, esforçam-se, são educados, respeitadores. Sou um pouco exigente com eles no que toca ao fair play. Tão exigente que às vezes esqueço-me que eles têm 11 anos e gostam de ganhar, e que eu já fui assim. Exijo demais e temos tido azar com a honestidade que nos caracteriza, com fair play que praticamos. Às vezes devem detestar-me por isso, mas estou esperançada que um dia mais tarde dêem valor a tudo aquilo que lhes transmiti e que me custou tanto como lhes custou a eles.

Aos meus alunos, pela coragem, pela perseverança, pela responsabilidade, pela humildade e pelo fair-play que sempre demonstraram.

Ando desencantada, desmotivada, sem paciência , desejosa que o ano lectivo acabe.

Música de GNR - Mais vale nunca

Powered by Castpost
O fair play significa muito mais do que o simples respeitar das regras; engloba as noções de amizade, de respeito pelo outro, e do espírito desportivo, representa um modo de pensar, e não simplesmente um comportamento. O conceito abrange a problemática da luta contra a batota, a arte de usar a astúcia dentro do respeito das regras, o doping, a violência (tanto física como verbal), a desigualdade de oportunidades, a comercialização excessiva e a corrupção.

segunda-feira, junho 12, 2006

Mundial

Tanto tempo à espera! Dizem que quem espera, desespera. E parece que é mesmo assim, eu tanto esperei e no fim desesperei.
Entraram a rasgar, com garra, determinação, vontade e humildade. Aos 4 segundos iam marcando um golaço, foi por milésimas.

Depois lá veio o golo da esperança. Figo, um senhor fora e dentro do campo. Velho? Tenham paciência, para mim foi o melhor de Portugal. Corre, rasga a defesa, leva, cai, levanta-se, nada diz, volta a levar, a cair, levanta-se e volta a não dizer nada, nem um gesto nem uma careta. Um Senhor.

Depois cansaram-se de correr, passes longos, altos para sei lá quem.
O jogo perdeu a graça, quando na bancada os espectadores se distraem a fazer a onda é porque o jogo perdeu o interesse. E foi sofrer até ao fim, não fosse Angola marcar um golo.

Angola debateu-se como gente grande, são bem constituídos, bem preparados fisicamente, mas tecnicamente nem por isso. Mas me parece que ganhem algum jogo.
Agora é treinar, corrigir alguns erros, esperar que o Cristiano Ronaldo cresça mais um pouquinho e recuperar o Deco.


FIGO, para mim o melhor em campo

domingo, junho 11, 2006

Fair Play

Atitude de Fair-play levada às últimas consequências.
Recebido por mail de FARO ESTE.

Um jogador da equipa de vermelho e branco (Ajax), havia sofrido uma falta e estava no chão com dores.

Então como sempre, a equipa adversária (de amarelo), pôs a bola para fora para que o jogador fosse atendido.

Após o atendimento o jogador do Ajax, foi devolver a bola e sem querer, acabou fazendo um golaço.
Todos, inclusive o que fez o golo, ficaram sem graça, mas o golo foi validado pelo juiz.

Ao reiniciar o jogo no meio do campo, os jogadores do Ajax não se movimentaram, permitindo que a equipa de amarelo fizesse também um golo.


Ajax_den_haag_fair_play
Vídeo enviado por tuga

Agora que começou o Mundial de futebol, como desportista, Professora de Educação Física, Mulher e Mãe desejo que tudo corra dentro das regras da boa convivência, espírito desportivo, Paz e que a festa seja de arromba.
Quanto aos objectivos do Sr. Madail, perdoem-me mas ninguém traça como objectivo "chegar o mais longe possível", isto não é nenhum objectivo. Espero que se portem bem, respeitem as cores da camisola, joguem com "fair play", sejam humildes e corram por favor. E pelo menos que cheguem aos oitavos de final.


FORÇA PORTUGAL

sábado, junho 10, 2006

DEMO CRACIA

DEMOCRACIA? ANARQUIA? DITADURA?

Governo vai colocar 2500 desempregados a limpar matas

O Governo vai obrigar 2500 desempregados inscritos nos centros de Emprego e Formação Profissional e beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) a trabalhar na limpeza de matas e manutenção de infraestruturas, no âmbito do comb
ate aos fogos florestais.
Segundo a edição desta sexta-feira do jornal Correio da Manhã, que cita o despacho publicado ontem no Diário da República, as pessoas que se recusarem a aceitar o referido trabalho, «perdem o seu direito à recepção da prestação de desemprego».
Os desempregados seleccionados têm ainda direito a receber d
o Instituto de Emprego um subsídio complementar ao subsídio de desemprego, enquanto os beneficiários do RSI passam a receber um subsídio ocupacional. Os valores, quer do primeiro, quer do segundo, não foram, no entanto, divulgados.
Desenvolvido prioritariamente entre Abril e Outubro de cada ano, o Governo estipula ainda que sejam as entidades promotoras destes programas ocupacio
nais (municípios, freguesias, associações humanitárias, bombeiros, etc.) a proceder ao «pagamento de despesas de transporte e alimentação, bem como do seguro de acidentes pessoais dos destinatários».

Música de Pólo Norte - Faz de conta

Powered by Castpost

Sinceramente nunca gostei muito de política e sempre deixei que quem gostasse e se interessasse que decidisse o melhor, pensava eu, para o seu (nosso) País.
Neste momento pensava eu, outra vez, que vivia em Democracia.
Parece-me que estou enganada mais uma vez. Parece que o que está em causa é poupar (o Estado, claro) a todo o custo nem que para isso tenham que ser ditadores e obriguem as pessoas a fazer o que bem lhes passa pela cabeça. Virando este assunto para as escolas, devo dizer-vos que o mesmo se passa. Qualquer dia os Professores, sejam eles, bons, honestos, responsáveis ou não, estão a limpar as salas onde dão as suas aulas, a limpar as casas de banho, a servir as refeições, etc, etc. E não pensem que considero isto um trabalho menor ou maior, não. Acho que neste momento, vale tudo, quem manda, manda e quem não manda, obedece, tudo na perspectiva da poupança. Se puser os professores a fazer o trabalho dos Auxiliares de Educação, poupa-se uma pipa de massa; se pusermos os Professores a fazer o trabalho dos Administrativos, poupa-se uma pipa de massa… Esses, depois vão para o desemprego e vão limpar matas ou varrer ruas ou lavar carros ou sei lá fazer o quê o que eles mandarem ou lhes der na real gana.

Este País anda como a minha escola, desorganizado, desgovernado. Quanto mais querem obrigar e apertar o cerco, menos se faz, mais se encontram os buraquinhos para escapar. Sempre foi assim, só que agora é tudo à descarada. E quem mais escapa, mais feliz vive, mais luxos tem, mais fama obtém e com isso mais ganha. É um ciclo vicioso. Ora vejam, eu fui ao Rock in Rio com a minha filha, gastei 106 € só para os bilhetes. A tenda VIP (finos, ricos) estava cheia. Quantos compraram bilhetes? Os ricos que por uma boa causa deviam comprar no mínimo 2 bilhetes e oferecer um, não, vão à borla, por uma boa causa e nós pobres do povo sacrificamo-nos e lá vamos pagar por uma boa causa. Este mundo realmente anda ao contrário e cada vez o entendo menos.

Pela enésima vez subiram as taxas de juro, os transportes, a água, a electricidade, o gaz , o pão e o nosso ordenado não sobe, será isto respeito pelos contribuintes? Não será que merecem que não entreguemos a declaração de IRS, todos os Portugueses, à excepção claro, dos governantes (os únicos trabalhadores honestos e produtivos deste País). Que façamos uma greve geral pararmos o País, cada um na sua varanda (em vez da bandeira), cada um na sua casa, na sua rua, no seu bairro. Que acham? Talvez pensem um pouco em nós e descubram que precisam de nós, que merecemos respeito.



Porque nada se nega a um amigo:
AVISO URGENTE - Quem estiver há alguns meses sem receber o Abono de família, deverá dirigir-se à Segurança Social da sua área. O Estado deu as declarações que os contribuintes enviam para processamento a uma empresa privada. Aparentemente houve um... problema informático (dejá vu!) na dita empresa e ter-se-ão perdido milhares de declarações.
Os responsáveis da Segurança Social preferiram omitir a situação e deixar que os contribuintes descubram por eles próprios. Enquanto não reclamarem não recomeçam a receber. Pior ainda, fonte na Segurança Social garante que a posição oficial da mesma é: NÃO PAGAR OS MESES EM RECTROACTIVO CASO OS CONTRIBUINTES NÃO CONSIGAM PROVAR QUE ENVIARAM A DECLARAÇÃO.

sexta-feira, junho 09, 2006

Ser criança!!!

Ontem o blogue esteve difícil para postar e comentar. Vejam só o meu desespero, agora que tenho tempo e preciso de me entreter. Quanto ao meu pé está em recuperação, já desinchou bastante mas de qualquer maneira como devem calcular com os entorses todos que tive enquanto atleta tenho os ligamentos num estado lastimoso e já com algumas calcificações. Por isso o Ortopedista me receitou repouso, repouso, repouso, gelo, gelo, gelo, o que tenho cumprido pois preciso do pé para trabalhar, como sabem. Tem sido complicado gerir o repouso com as tarefas cá de casa e como sou um pouco hiperactiva tenho feito um grande esforço. Tem-me valido uma amiga que me vai fazendo de "Choufeuse" para ir ao super, levar-me ao médico . Hoje vou jantar fora, estou farta de casa.

Música de Xutos e Pontapés - Não sou o único

Powered by Castpost

------------------------------------------------------------------------------------------------

Já muito se falou sobre este assunto, mas nunca é demais lembrar que às crianças não deve faltar, pão, amor, carinho, alegria e que têm direito a uma infância digna. Isto não quer dizer que façamos sempre tudo o que querem, não! Devem crescer em harmonia, sabendo respeitar, partilhar, amar, dar, receber, ouvir dizer sim e não, aceitar a diferença, etc, etc.
Sabemos também que gente sem escrúpulos os maltrata, abandona e explora.

Muitas vezes e na sua maioria esses maus tratos são feitos pelos próprios Pais. Desses maus tratos os mais frequentes são os psicológicos. Os piores a meu ver. Não deixam marcas visíveis, mas marcam uma vida, mudam uma vida, estragam uma vida.

Acho que uma palmada no rabiosque bem dada, na altura certa não é violência física, mas que resulta na maior parte das vezes. Sou contra o fechar à chave, o quarto escuro e todos esses tipos de castigo. Sou contra a pressão psicológica, o abandono, a exploração, a violência, o rapto.

Todas as crianças têm direito ao desenvolvimento (direito à educação), à participação (direito de exprimir a sua própria opinião), à protecção(direitos a ser protegida contra a exploração) e à sobrevivência (direito a cuidados adequados).

A negligência atinge todas as classes sociais. Não só nas mais pobres onde existem factores de risco, como o alcoolismo e a violência doméstica, mas também nas classes médias e altas.
Pode consultar os Direitos da criança aqui.

Proteja-os!
Denuncie!
Ajude!
Participe!

Mal tratadas e negligenciadas, milhões de crianças tornaram-se praticamente invisíveis. [ler + aqui]

10 MANDAMENTOS

1.As minhas mãos são pequenas: por favor não esperem a perfeição ao fazer a cama, desenhar, atirar e agarrar uma bola.
As minhas pernas são pequenas: por favor abrandem para eu vos poder acompanhar.

2. Preciso de encorajamento para crescer. Por favor sejam brandos nas vossas críticas. Lembrem-se: podem criticar o que faço sem me criticarem a mim.

3. Os meus olhos não vêem o mundo do mesmo modo que os vossos. Por favor deixem-me explorá-lo em segurança. Não me impeçam de o fazer sem necessidade.

4. Os meus sentimentos ainda estão tenros. Não impliquem comigo o tempo todo. Tratem-me como desejariam ser tratados.

5. As tarefas domésticas estão sempre a precisar de ser feitas. Só sou pequeno por pouco tempo. Por favor percam tempo a explicar-me as coisas deste fantástico mundo em que vivemos e façam-no de boa vontade.

6. Por favor não vão "fazer por cima" tudo o que eu faço. Isso dá-me a ideia de que os meus esforços nunca alcançam as vossas expectativas.
Sei que é difícil, mas não me comparem a outras crianças.

7. A minha existência é uma dádiva. Cuidem de mim como é esperado, responsabilizando-me pelas minhas acções, dando-me linhas de orientação e disciplinem-me de um modo afectuoso.

8. Por favor não tenham medo de ir passar fora um fim-de-semana. Os filhos precisam de férias dos pais como os pais precisam de férias dos filhos. É uma bela maneira de mostrarem como a vossa relação é especial.

9. Por favor dêem-me a liberdade para tomar decisões que me dizem respeito. Deixem-me falhar, para que eu possa aprender com os meus erros. Assim, um dia estarei preparado para tomar as decisões que a vida me exigirá.

10. Por favor dêem-me todas as oportunidades para eu aprender e bons exemplos para eu seguir. Assim poderei tornar-me numa pessoa verdadeira, recta e humana.


quinta-feira, junho 08, 2006

Ser Professor III

A culpa é dos PROFESSORES!!!!!?????

(clique na imagem para ler este novo hino)

Eu sou PROFESSORA!

Música de Rui Veloso - Canção de alterne

Powered by Castpost

(Clique no play e deixe a música carregar, pode demorar um pouco)





Cartoon roubado daqui!

quarta-feira, junho 07, 2006

Selecção

Em franca recuperação, sempre de pernil esticado com um pé elástico "topo de gama" com banda de reforço para entorse tíbio társica e reforço lateral, último modelo, e com tempo para tudo, sem conseguir no entanto estar muito tempo parada, agradeço aqui todo o carinho que me têm dado em relação a esta maleita que me pôs sentada e de perna estendida durante sabe-se lá quanto tempo. A idade não perdoa, os 20 anos já lá vão, os Kg para aguentar o peso com as muletas também já não são os dos 20 anos portanto tento estar o mais quieta possível. Daqui a 15 dias, tortura = fisioterapia. Obrigado a todos.

Música dos Xutos e Pontapés - A minha casinha

Powered by Castpost

Mais uma vez volto ao assunto, da selecção agora para vos dizer o que sinto em relação ao que se fala e se diz do comportamento dos jogadores.
Fui atleta de alta competição, mas não profissional. Mesmo assim compreendo a pressão feita não só pela responsabilidade que isso acarreta como ainda, no caso dos jogadores da selecção, os compromissos com as marcas que representam, a publicidade que faz parte dos contratos que têm com esta ou aquela marca. Na selecção isto também acontece. A selecção é patrocinada por uma marca desportiva e são rigorosíssimas as regras. Só podem usar essa marca, mesmo em tempo de folga ou descontracção e muitas vezes não podem fazer nem falar em certos momentos.
Queria que compreendessem, e não estou a desculpar ninguém, que os jogadores, tenho a certeza, que se pudessem retribuíam o carinho que têm sentido ao longo destes dias, tanto por cá em Évora , como na Alemanha.
Eles têm que cumprir regras da Federação, eles têm que cumprir regras dos patrocinadores, eles têm uma pressão enorme por trás.
Tenho a certeza que o coração deles bateu mais forte quando ontem chegaram à Alemanha e tinham aquela multidão à sua espera. Se não falaram, se não deram autógrafos, foi porque tinham indicações para isso. No campo, no treino, a mesma coisa. É triste, e pena, mas a alta competição é assim, e não é fácil. Tudo o que fazem, tudo o que dizem serve para os deitar abaixo, parece que andam à procura das falhas para os prejudicar, para se falar, para os deitar a baixo. Não é fácil, acreditem.
Quanto às folgas, concordo com o Scolari, Folga é folga, devem e têm de ser responsáveis e eles sabem que o cansaço ou alguma asneira que façam os únicos prejudicados são eles. Quando se dá folga de 24 horas aos atletas, não é para se saber o que fazem ou o que vão fazer, cada um sabe de si. É claro que uma noite em branco para atletas deste nível, não mata mas mói, mas digo-vos por experiência própria, pois dos melhores jogos que fiz foram depois de uma directa, naquela idade e com a forma física em que se encontram, não faz mossa na preparação. É como o Scolari diz, têm que ter cuidado com o álcool e com as drogas e mais nada. Eles sabem que qualquer passo em falso é a saída da selecção e certamente nenhum está interessado, pois ninguém os prende lá e há muitos candidatos ao seu lugar.
Quanto às atitudes do Cristiano Ronaldo nos últimos jogos de preparação, não podem ser admitidas e tem que ser penalizado e chamado à atenção, mas vejam como ele não pode fazer e dizer nada, sem que a imprensa logo ponha tudo nos jornais e sabe-se lá o que não inventam. Tenho a certeza e acredito que a equipa técnica está atenta, terá apoiado o jogador nestas situações com conselhos e apoio psicológico.
Podem crer que a vida deles não é fácil. Apesar de ganharem muito dinheiro, a profissão deles é de desgaste rápido, nunca se sabe quanto tempo dura, e é de alto risco. A pressão psicológica é terrível, não pensem que a tarefa deles é fácil. Acho que merecem todo o nosso apoio, que não devemos pensar que são os maiores, que vão ganhar, devemos sim apoiar, apoiar, apoiar.

Selecção de Portugal 2006

Agora vejam só o que os Ingleses fizeram para promover um canal de televisão e o Mundial.


A televisão britânica G2 alterou a representação de "A Última Ceia", de Leonardo Da Vinci, transformando-a em "A Última Ceia de Sven", em alusão ao seleccionador de futebol de Inglaterra, o sueco Sven-Goran Eriksson, que deixará o cargo após o Alemanha 2006. Na imagem, que marca o início da cobertura da prova por parte daquela TV, surgem os eleitos de Eriksson, assim como o próprio técnico, no lugar dos 12 discípulos. O capitão David Beckham está no centro da imagem, representando Cristo, com a taça do Mundial à frente. Foto: EPA/UKTV G2

E agora este hino do Mundial a gozar. Mandado por um amigo por mail. Obrigado Quim.

Powered by Castpost

terça-feira, junho 06, 2006

SIDA

Esta música, curiosamente fala de um caso de sida e um pedaço da letra vem num livro de Ciências de 9º ano onde a matéria fala sobre doenças sexualmente transmissíveis.

Música dos Da Weasel - O remorso

Powered by Castpost

Passados 25 anos da identificação do vírus da SIDA, a doença já matou 25 milhões de pessoas e ainda não foi descoberta uma vacina que possa alterar o destino dos actuais 38,6 milhões de infectados no mundo…
… Os números agora apresentados representam o dobro do estimado pela ONU na década de 1990 e relaciona a SIDA com a pobreza, dado que 95 por cento dos doentes vivem em países em desenvolvimento…
…O Brasil, com 620.000 infectados, foi o primeiro país em desenvolvimento a introduzir o fornecimento de antiretrovirais através do sistema público de saúde.
A agência das Nações Unidas para a Sida estima que em Portugal a doença atinja 32 mil portugueses, um valor superior aos 28 mil casos notificados no país até 31 de Dezembro do 2005. [ler + aqui]

Aqui e aqui podemos ler quase tudo sobre a SIDA.
Apesar de todos estarmos informados sobre esta doença, penso que nunca é demais ler e reler de tempos a tempos sobre ela.

A SIDA é provocada por um vírus bastante poderoso que, ao entrar no organismo, dirige-se ao sistema sanguíneo, onde começa de imediato a reproduzir-se, atacando o sistema imunológico, destruindo as células defensoras do organismo e deixando a pessoa infectada (seropositiva), mais debilitada e sensível a outras doenças, as chamadas infecções oportunistas que são provocadas por micróbios e que não afectam as pessoas cujo sistema imunológico funciona convenientemente.
Entre essas doenças, encontram-se a tuberculose; a pneumonia por Pneumocystis carinii; a candidose, que pode causar infecções na garganta e na vagina; o citomegalovirus um vírus que afecta os olhos e os intestinos; a toxoplasmose que pode causar lesões graves no cérebro; a criptosporidiose, uma doença intestinal; o sarcoma de Kaposi, uma forma de cancro que provoca o aparecimento de pequenos tumores na pele em várias zonas do corpo e pode, também, afectar o sistema gastrointestinal e os pulmões.
A SIDA provoca ainda perturbações como perda de peso, tumores no cérebro e outros problemas de saúde que, sem tratamento, podem levar à morte. Esta síndrome manifesta-se e evolui de modo diferente de pessoa para pessoa.
Como podemos prevenir?
Usar sempre preservativo nas relações sexuais, não partilhar agulhas, seringas, material usado na preparação de drogas injectáveis e objectos cortantes (agulhas de acupunctura, instrumentos para fazer tatuagens e piercings, de cabeleireiro, manicura).
Uma pessoa seropositiva pode não ter quaisquer sinais ou sintomas da doença, aparentando um estado saudável durante um período que pode atingir vários anos. No entanto, essa pessoa está infectada e, porque o vírus está presente no seu organismo, pode, durante todo esse tempo, transmiti-lo a uma outra pessoa. [ler + aqui]
Apesar dos estudos , investigações e progressos ainda não foi inventada nenhuma vacina para este mal que ataca cada vez mais pessoas.