segunda-feira, julho 03, 2006

Como se fosse o último...

Como os dias estão difíceis...
Como a reforma está cada vez mais longe...
Como a esperança de vida é maior mas a qualidade menor...
Como nunca sabemos o dia de amanhã...
Como a gasolina pode aumentar já a seguir...
Como o IVA está para aumentar...
Como as taxas de juro aumentam ...
Como a vida são só dois dias…( faz uma directa)
Vive todos os dias como se este fosse o último.



Efémera - vive o dia como se fosse o último


Eu aprendi com a morte do meu Pai, que devemos dizer o que nos vai na alma, no momento certo na altura exata. Não guardar para depois, pois o depois pode ser tarde demais.
Por vezes digo com o sangue a ferver, chamam-me bruta. Outras vezes não me faço ouvir. Criam-se mal estares. Mas uma coisa sei,sou directa, digo na frente e não nas costas, sou verdadeira. Mas nem sempre sou bem entendida. Incomodo a maior parte das vezes. Vivo a vida com intensidade.
Espero encontrar o equilíbrio um dia destes, ser mais paciente, mais calma,menos "sangue na guelra" como se costuma dizer..

<"De sua justiça">

14 Comments:

At 9:28 da tarde, Blogger Madalena said...

Só a nós mesmos temos de dar contas! Se te apetece dizer, diz! Se te apetece calar, cala!
É bom dizer, não é Teté? Tem dias!
Eu, na escola, vou directa ao assunto e zás! se for preciso partir, eu parto! Mas a verdade tem de ficar em primeiro lugar. Na minha vida pessoal, já não é bem assim. Com o divórcio dos meus pais, tive de aprender a gerir os dois lados da guerra. Não me envergonho, nem me arrependo por isso. Digo quando sei que posso dizer e calo quando sei que posso calar! Controlo o primeiro impulso o mais que posso e consigo!
Beijinhos para ti!!!!

 
At 9:29 da tarde, Blogger boleia said...

todos temos um pequeno senao... que todos sejam assim, tao genuinos!

 
At 9:55 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Pois eu, já aqui o disse uma vez e volto a repetir: continua a ser como és e a viver a vida com essa intensidade que te conhecemos.
Bjs Lena

 
At 10:01 da tarde, Blogger naturalissima said...

Li-te e vi-me ao espelho.
Faço das tuas palavras as minhas.

Foi bom ler este momento. Fez-me sentir melhor.

Um beijo de boa noite
Com amizade
Daniela

 
At 10:42 da tarde, Blogger Carlota said...

Ah, o equilíbrio!...
Onde se esconde esse maroto?
Às vezes também o procuro.
:)
Beijola.

 
At 11:05 da tarde, Blogger viktor said...

É terrível ser-se incómodo, não é:)))) Diz-se que aqueles que incomodam pensam e isso pode ser um grande incómodo...
Quanto a viver todos os dias como se fosse o dito insecto do vídeo, apenas pergunto: funciona com telemóveis de outras redes?
Bjs.

 
At 11:17 da tarde, Blogger 125_azul said...

Fazer surf num nenúfar e oferecer flores. Ah, são para ti. Para o teu dia nascer feliz! beijinho, para o equilibrio chegar mais depressa, se te faz falta.

 
At 11:20 da tarde, Blogger Armando S. Sousa said...

Tanto falo nas costas, como cara a cara, o que tiver a dizer é dito exactamente da mesma maneira.
Ok, já tive muitos problemas... mas durmo como um bebé.
Um abraço.

 
At 12:04 da manhã, Anonymous Ni said...

É pá,não mudes Tété,a malta gosta de ti assim!
E depois se te excederes não há problema,cá estamos nós para te dar nas orelhas...eh!eh!eh!

 
At 12:08 da manhã, Blogger Cristina said...

esse é o preço da frontalidade, conheço-o. mas como dizes, é preciso equilíbrio..nem sempre vale a pena comprar determinadas guerras, depende dos objectivos e com o que se ganha com isso, que pode muito bem ser nada...


beijinhos

 
At 12:13 da manhã, Blogger papoilasaltitante said...

Desculpa mas a gente gosta de ti é com sangue na guelra!!!!Por isso te admiramos e somos teus amigos... não te queremos mole...
Beijocas

 
At 1:36 da manhã, Blogger jawaa said...

Sim TT, dizer logo, logo, o que é bom, mas se não é tão bom assim, há que contar até dez... é mais prudente!
Bjinho

 
At 8:19 da manhã, Blogger Pitucha said...

Procura o equilíbrio, que é o que fazemos todos! Entretanto, faz o que tiver que ser feito para seres feliz.
Beijos

 
At 11:04 da tarde, Anonymous Daniela Mann said...

Olha e eu gosto de ti por transmitires essa coragem e autenticidade. Até pode ser que incomodes, mas na hora do aperto talvez te procurem a ti por saberem que só tens uma palavra.
Beijinhos

 

Enviar um comentário

<< Home