segunda-feira, julho 10, 2006

Publicidade

De volta à Fisioterapia, com as horas mais ocupadas, mas sempre a deixar algum tempo para vos poder visitar e deixar aqui que pensar, aquilo que penso e sinto. Mas uma coisa é certa apesar de ainda não poder correr (o médico proibiu-me), disse-me que vou conseguir recuperar totalmente os movimentos do pé. Fiquei como devem calcular toda contente. A falta que ele me faz.
Hoje vou deixar-vos aqui uma coisa que realmente me fascina. A publicidade.
A publicidade é uma arma para levar as pessoas a consumirem um determinado produto.
Para isso é necessário percorrer determinadas etapas para estimular psicologicamente o consumidor, nunca esquecendo que a memorização contribui em muito para todo este processo.
Particularmente fascina-me a publicidade, pela criatividade, pelas formas usadas para cativar as pessoas, pelo desafio.
A memorização encontra-se associada ao desejo e à acção (que são as duas últimas etapas). As etapas mais conhecidas são:

Atenção - Tal como o próprio nome indica, tem como objectivo chamar a atenção do consumidor. Esta etapa é importante, pois é a passagem para todas as outras, o que significa que se a primeira não triunfar, dificilmente as outras o conseguirão. Para poder chamar a atenção, um anúncio deve ter algo que estimule para esse fim. Mas a publicidade está cada vez mais desenvolvida o que provoca uma dificuldade na implementação de novos meios e artimanhas para cativar o público.

Interesse - Esta serve para "acordar" no consumidor o interesse pelo que se está a publicitar. A publicidade para "despertar" o interesse, terá de o fazer a partir do conteúdo do próprio anuncio, seja por meio de uma imagem ou frase (existem muitos anúncios que colocam as frases em forma de exclamação ou interrogação para provocarem o interesse). Actualmente, este interesse é mantido à custa dos meios audiovisuais, como também da tecnologia disponível.

Desejo - Um anúncio tentará aproximar-se do homem por meio dos seus sentidos, com vista a estimulá-lo para a compra. Como vivemos numa sociedade de consumo, a publicidade não necessita de muita imaginação para criar o desejo no Homem, pois basta apelar para os seus sentidos (sejam estes a vaidade, inveja, etc.). É neste momento que o produto é apresentado no seu todo, com a finalidade de transmitir ao Homem a máxima informação possível.

Acção - Depois de todas as outras etapas temos a acção que concluirá o percurso estipulado e que levará, em principio, o Homem a comprar o produto publicitado. Muitas vezes os anúncios não conseguem provocar ou concretizar este objectivo, mesmo que tenham todas as condições e pressupostos para o fazer, mas o Homem é um ser imprevisível e com tal pode mudar a sua intenção a qualquer momento. É de salientar, que estas etapas ocorrem na mente do indivíduo, e em geral, são tão rápidas que este nunca se chega a aperceber delas, aquando da sua presença.

Agora vejam lá se não há coisas do outro mundo.

<"De sua justiça">

10 Comments:

At 6:25 da tarde, Blogger Su said...

gostei de ler
tb adoro o tema

jocas maradas

 
At 11:14 da tarde, Blogger viktor said...

Olá,
Belo anúncio. Todos queremos qualquer coisa de humano nos produtos :))
Bjs.

 
At 11:28 da tarde, Blogger Paulo Sempre said...

A foto do seu perfil (parede escrita) é matéria para investigar no msn..mas ok.. na boa!!!
Sorry, estava a brincar...

Paulo

 
At 12:20 da manhã, Blogger ARTEMINORCA said...

As coisas interesantes que partilhas connosco!
Quanto aos animais, nem sabes a felicidade que tens em não te cruzares com animais abandonados! Aqui, onde vivo é um problema diário e dramático!
Beijinho Lu

 
At 12:28 da manhã, Blogger Cristina said...

interessante, também me fascina a publicidade, há uma certa magia naquilo....

beijos

 
At 12:47 da manhã, Blogger a lice said...

A publicidade é, de facto, uma arma, embora, por vezes, perigosa...
(Mas já não vivemos sem ela...)

Beijinhos.

 
At 9:26 da manhã, Anonymous pim said...

sim, tt, é a xana rilhó. qt ao site, tens mesmo de te inscrever e só depois receberemos novidades, porque ela está a terminar a construção do site e o recebimento dos produtos.jinhoss

 
At 10:37 da manhã, Blogger naturalissima said...

Faço das tuas palavras as minhas.
Feliz ou infelizmente sei o que é a publicidade. Trabalho dentro dela e sei como tudo funciona.
É revoltante!
É enganadora! Falsa! Aldrabona!
Se imaginassem quais os custos de cada filme publicitário, ficariam revoltados... Pois, mas o problema não é só esse. É todo um mecânismo por trás de tudo.
Eu ODEIO PUBLICIDADE! Leva as pessoas a consumirem só MERDA até rebentarem, a oferecerem falsas ilusões delas próprias,... lamento que a maioria seja enganada facilmente.
Deviamos todos seguir um caminho mais espiritual. A Felecidade está dentro de nós e, não no último modelo de carro, no champoo anti-queda de cabelo, no McDonnald`s, na Coca-Cola, na Nike,...

Dakidali, eu sou das tuas!
Cada vez mais gosto de cá passar e aceitar a tua partilha.

Um beijinho enorme
Daniela

 
At 11:27 da manhã, Blogger 125_azul said...

Há peças publicitárias que são um tributo à imaginação e ao engenho humano! Claro que nos enganam e nos levam a consumir coisas de que nem sempre precisamos, mas até no paraíso havia uma cobra... Beijinhos. Um dia destes, apostamos uma corrida? Até à esplanada mais próxima, para um milk shake! Passei na Madalena antes de te vir visitar e fiquei com saudades de milk shake de baunilha...

 
At 6:30 da tarde, Blogger papoilasaltitante said...

A publicidade é sem dúvida uma coisa fascinante. Não nos lembramos todos de anuncios que marcaram a nossa vida???
Bjs amiga!

 

Enviar um comentário

<< Home